segunda-feira, 3 de outubro de 2016


O governo do estado vai pagar, na próxima quarta-feira, apenas 70% dos salários de setembro dos agentes da Segurança Pública — policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários. Esse pagamento valerá apenas para os servidores ativos. A informação foi confirmada pela Secretaria de Planejamento.

A Secretaria de Fazenda ainda não confirmou quando será feito o depósito na próxima quarta-feira, dia 5 de outubro. O governo confirma, também, que o restante dos salários será pago até o 10º dia útil do mês. Entre membros do funcionalismo, existia a previsão que o pagamento dos servidores da Segurança Pública acontecesse nesta segunda-feira, e de forma integral.

Para piorar o novo cenário, o contracheque virtual, ferramenta utilizada pelos servidores sobre a previsão dos salários, ainda não foi disponibilizado.

Não custa lembrar que o governo do Rio tem até a próxima quarta-feira para quitar toda a folha de setembro do funcionalismo. A determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, para que todos os servidores (ativos, aposentados e pensionistas) recebam seus salários até o 3º dia útil do mês seguinte trabalhado segue válida. A decisão diz respeito ao caso da Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Fasp).

FONTE: EXTRA

2 comentários:

  1. Está na hora de começarmos a nos mobilizar para uma possível paralização vamos procurar apoio das polícias cvil e militar

    ResponderExcluir
  2. FORA TODA ESSA CORJA QUE ESTÁ FODENDO O RIO DE JANEIRO,CADEIA NELES.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.