sábado, 29 de outubro de 2016

Sem o repasse obrigatório do Estado, servidores do TJ-RJ devem receber salários de outubro com atraso


Fachada do predio Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro 

Em comunicado enviado a servidores do Judiciário estadual, a desembargadora Maria Inês da Penha Gaspar, presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), confirmou que o arresto feito anteontem nas contas públicas, de R$ 146,4 milhões, para pagar os funcionários da Justiça, quitará apenas 33,8% da folha.

No texto, a magistrada confirmou que o governo do Rio não vai cumprir sua obrigação de repassar o duodécimo (parcela do Orçamento destinada aos Poderes) até segunda-feira, dia 31 de outubro, data do pagamento dos salários do mês. Os contracheques de serventuários e magistrados serão liberados, mas a tendência é que os pagamentos sejam feitos de forma parcelada, ao longo de toda a semana.

A desembargadora informou que conversou com o governador em exercício, Francisco Dornelles, na última quarta-feira. Segundo ela, a informação obtida foi que o repasse do duodécimo começará na segunda-feira e terminará no dia 7 de novembro.

Para antecipar o pagamento, o Judiciário tem duas ações de arresto em andamento — uma em âmbito estadual, outra em âmbito federal. Foi por meio de uma delas, movida pelo Sindicato dos Judiciários (SindJustiça-RJ), que se conseguiu o primeiro arresto.

O TJ-RJ foi procurado mas, em função do feriado pelo Dia do Servidor, ontem, não se posicionou.

FONTE: EXTRA

4 comentários:

  1. Agora sim... Atrasa o deles...

    ResponderExcluir
  2. Era o último fiapo q segurava as skngs do governo

    ResponderExcluir
  3. Aí não pode.
    Vvai acabar o mundo

    ResponderExcluir
  4. O pau que dá em Chico, dá em Francisco! Pimenta nos olhos dos outros é refresco! Vamos ver...

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.