quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Arrestos para pagar salários do TJ-RJ deixam contas do governo do Rio zeradas


Rio de Janeiro (RJ), 01-11-2016. Governador Pezão reassume o governo.Governador Pezão despachando com o vice governador Dornelles.

O governo do Rio começou novembro com suas contas praticamente zeradas, segundo funcionários que participam da administração. Se não bastasse a queda na arrecadação, o Executivo foi bombardeado com ações de entidades ligadas ao judiciário estadual para o pagamento dos salários de outubro de serventuários e magistrados do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RJ).

Até terça-feira, mais de R$ 150 milhões foram arrestados das contas, incluindo o que pertencia ao Rioprevidência. Hoje, outro pedido de arresto segue válido para o pagamento dos serventuários inativos do TJ-RJ. Por lei, os membros do tribunal recebem no último dia útil do mês. O estado, porém, não repassou os recursos ao poder.

Servidores temem pacote de medidas do governo

Para deixar o cenário ainda mais tenso, durante a votação do projeto de calamidade pública no estado, na última terça-feira, diversas categorias de servidores já falavam das ações planejadas, por eles, diante das possíveis sanções do governo “contra o funcionalismo”.

Categorias ligadas à Educação, ao Judiciário e à Saúde, por exemplo, planejam atos para amanhã, em frente à Assembleia Legislativa do Estado, em função do pacote. Na próxima semana, novas manifestações devem ocorrer.

FONTE: EXTRA

4 comentários:

  1. Esses canalhas da capa preta, que só decidem em causa própria, tem a indignidade de "confiscar" dinheiro da Previdência pra pagar seus salários! Prá vocês terem uma idéia, tá sendo divulgado na mídia, por vídeo, um Ministro do Tribunal de Justiça, de nome Joel Hilan(Ilan) Pasonic, no mês de maio, teve no seu holerite, de salário, CENTO E DEZEITO MIL REAIS... Como ele deve ter outros! É com o dinheiro da Previdência que se vai pagar esses salários, enquanto os outros servidores estão à míngua, passando necessidades, fome até, e com seus vencimentos atrasados! Tem que se fazer uma reforma previdenciária, sim, mas começando por cima, pra acabar com as benesses dos políticos, do Poder Judiciário e outras sacanagens! Vamos botar isso na mídia e divulgar!

    ResponderExcluir
  2. Esses canalhas da capa preta, que só decidem em causa própria, tem a indignidade de "confiscar" dinheiro da Previdência pra pagar seus salários! Prá vocês terem uma idéia, tá sendo divulgado na mídia, por vídeo, um Ministro do Tribunal de Justiça, de nome Joel Hilan(Ilan) Pasonic, no mês de maio, teve no seu holerite, de salário, CENTO E DEZEITO MIL REAIS... Como ele deve ter outros! É com o dinheiro da Previdência que se vai pagar esses salários, enquanto os outros servidores estão à míngua, passando necessidades, fome até, e com seus vencimentos atrasados! Tem que se fazer uma reforma previdenciária, sim, mas começando por cima, pra acabar com as benesses dos políticos, do Poder Judiciário e outras sacanagens! Vamos botar isso na mídia e divulgar!

    ResponderExcluir
  3. DIVULGAR URGENTE!!
    FIM DO AUMENTO, FIM DOS TRIÊNIOS, FIM DAS PROMOÇÕES E DESCONTOS DE 30% PARA PREVIDÊNCIA. VAI SER APROVADO O PACOTE DA MALDADE.
    SERVIMOS ATÉ A COPA E OLIMPÍADAS, AGORA PEZÃO CHUTA O SERVIDOR.
    MAIS DE 140 BILHÕES DE ISENÇÃO E A GENTE PAGA A CONTA.

    http://oglobo.globo.com/rio/estado-divulga-pacote-de-austeridade-para-enfrentar-crise-20409708

    ResponderExcluir
  4. Pacote da maldade a caminho e kd o nosso ilustre deputado que deveria defender nossos direitos e agora não está nem aí pra nos militares do CBMERJ??

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.