terça-feira, 15 de novembro de 2016

Estado recebe apoio da Força Nacional para reforçar segurança em ato na Alerj

Pelo menos 180 homens de outros estados desembarcaram na cidade na noite desta terça-feira

Rio - O governo do Rio pediu apoio da Força Nacional de Segurança para auxiliar no policiamento na manifestação da Alerj, marcada para a manhã desta quarta-feira. Na noite desta terça-feira, cerca 180 homens de outros Estados desembarcaram na cidade e se alojaram no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, em Sulacap, Zona Oeste do Rio. "Está confirmado. Eles vão ficar no policiamento efetivo", afirmou ao DIA o comandante-geral da PM, Coronel Wolney Dias.

A Força Nacional é formada por bombeiros e policiais militares de diferentes estados. O apoio ocorre após a manifestação do dia 8, em que cerca de 400 agentes de segurança invadiram o Palácio Tiradentes e não foram reprimidos pelo comandante responsável pelo policiamento, que acabou exonerado.Estado recebe apoio da Força Nacional para reforçar segurança em ato na AlerjDivulgação

Para a manifestação desta quarta, dia em que começará a ser votado na Alerj o pacote com medidas de austeridade do governo, cerca de 500 policiais militares foram mobilizados e grades foram colocadas ao redor do Palácio Tiradentes. 

Todos as categorias de servidores públicos prometem comparecer a um protesto contra o pacote,marcado para às 10h, em frente à Alerj.

FONTE: O DIA

3 comentários:

  1. Companheiros amanha vão preparado para a guerra. eles vão colocar a força nacional na frente de batalha para jogar bombas na gente. vamos preparado parta o pior.

    ResponderExcluir
  2. Nem um passo daremos atrás queremos nossos direitos força e fé juntos somos fortes!

    ResponderExcluir
  3. Temos que exigir a libertação dos policiais do Batalhão do choque que foram preso por apoiar a manifestação.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.