sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Governo do Rio não diz como vai pagar folhas mensais e 13º salário de 2016


Em primeiro plano, os secretários Leonardo Espíndola e Francisco Caldas. Ao fundo, o secretário de transportes, Rodrigo Vieira

Durante a apresentação do pacote de medidas do governo do estado, os secretários Gustavo Barbosa, da Fazenda, Leonardo Espíndola, da Casa Civil e Francisco Caldas, do Planejamento, foram questionados sobre o planejamento atual da administração para quitar os salários dos meses de outubro, novembro e dezembro, além do 13º salário, de 2016. Os secretários, porém, não deram previsão.

— Estamos aqui para debater e apresentar o projeto à população. Queremos que todos entendam a importância disso. A respeito dos salários até o fim do ano e o 13º salário, deixo para uma próxima oportunidade uma explicação — disse Gustavo Barbosa.

Mesmo com a insistência sobre o tema, Barbosa não abriu qualquer previsão sobre pagamentos.

— Na próxima semana discutiremos a questão dos salários. Hoje, o nosso foco é apresentar o pacote.

Desde o início do ano, o governo tem tido dificuldade para pagar os salários dos servidores. Em alguns meses, o depósito dos vencimentos foi feito com atraso. Em outros, somente com a ajuda de arrestos judiciais os servidores foram pagos. Mesmo com as dificuldades, o governo lembra que está em dia.

— Outros estados estão em dívida com os seus servidores. O Rio de Janeiro, mesmo com todas as dificuldades, segue em dia. Seguindo o calendário de pagar até o 10º dia útil, estamos no prazo para pagamentos — finalizou o secretário de Fazenda.

O Estado tem até o dia 16 de novembro para quitar a folha de outubro dos servidores. No caso do 13º salário, o governador Luiz Fernando Pezão já afirmou que não ter previsão de como irá pagar o abono natalino.

FONTE: EXTRA