domingo, 20 de novembro de 2016

Pezão espera ter ajuda de Temer para fechar as contas de 2016, mas governo federal pedirá contrapartidas


Pezão vai a Brasília ciente que qualquer ajuda da União é válida

O governador Luiz Fernando Pezão terá, na próxima terça-feira, a provável indicação do presidente Michel Temer de que o Rio de Janeiro receberá recursos extraordinários neste fim de ano. Fontes próximas ao governo estadual indicam que o socorro será liberado e beneficiará o estado e diversos municípios em crise. O que está em estudo, no momento, é como o repasse será feito. Há a possibilidade de a União repassar cerca de R$ 5 bilhões aos estados em dificuldades financeiras, valor referente às multas que fazem parte da arrecadação obtida com a Lei de Repatriação para recursos mantidos no exterior irregularmente. O valor é até considerado pequeno, mas será uma primeira ajuda.

Há quem diga que o dinheiro será transferido como fundo perdido, uma espécie de doação. Entre integrantes do governo federal, a preocupação é legalizar os repasses. Uma consulta ao Tribunal de Contas da União (TCU) será feita antes de se concluir a transferência.

Sobre o prazo para receber o dinheiro, o ideal, na visão do governo do Rio, é que o processo seja feito via decreto ou medida provisória. Caso seja necessária a aprovação de um projeto de lei, a transferência acontecerá até o recesso parlamentar, no dia 22 de dezembro.

Contrapartida para União é que estados cumpram ajustes fiscais rigorosos

Um dos pedidos que o presidente Michel Temer fará aos governadores é que todos ponham em prática um ajuste fiscal rigoroso em seus estados. O governador do Rio chegará a Brasília com pontos a seu favor, após ter apresentado um pacote que impacta diretamente as receitas e as despesas.

Outra resposta que Pezão espera receber da União diz respeito à negociação de receitas futuras de royalties e participações especiais do petróleo. Pezão cobra que leis sobre a questão sejam discutidas e aprovadas no Congresso Nacional. O Tribunal de Contas da União (TCU) também tratará do tema.

Na próxima terça-feira, deputados federais da bancada fluminense terão uma reunião com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. O assunto será a reavaliação dos tributos sobre a produção de petróleo. Interessa ao Estado do Rio que esses percentuais sejam revistos.

O que entrar no cofre será lucro para o governo

O governo do Rio vai a Brasília sem exigir um valor ou um prazo para receber receitas extraordinárias. Nas últimas semanas, Pezão e seus aliados detalharam à União o caos fiscal no qual o estado se encontra. Agora, o governador vai avaliar o plano federal e aceitar o que for proposto sem pestanejar. Também pesam para que ele concorde com qualquer proposta a crise política no Rio e a prisão do ex-governador Sérgio Cabral, figura central do PMDB de Pezão.

FONTE: EXTRA

5 comentários:

  1. Viu como a federação tem dinheiro? Pq não ajudou antes. Temer está cagando na calça de medo dos outros estados fazerem manifestações como foi feito no RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FRANK LAURO..
      Incendeia a voz popular quando os "BOMBAS" vão para as ruas , o "POVAO" apoia os bombeiros ....

      Excluir
  2. 138 bilhões em isenções fiscais,sendo 6% desse valor para o bolso do Cabral, ou seja 8,280 BILHÕES aproximadamente, somente esta treta,fora as outras!!! Anel de 800 mil não é nada,220 milhões também não!!! Enquanto isso pessoas morrendo ou agonizando em hospitais públicos,famílias sendo despejadas por perderem suas casas, passando fome, tanto servidores públicos como na sociedade em geral! E ainda temos que chamar e tratar esses ladrões filhos da puta de autoridade, de excelência, independente de estarem ocupando seus cargos ou não? Até quando vamos continuar com a frase: Foram presos ,MAS O DINHEIRO nunca mais vamos ver ou somente vai recuperar uma parte ínfima do que foi roubado? Como assim? Roubaram manteiga no mercado ou bilhões nosso? É nosso!!! Até quando vamos continuar alheios,passíveis e negociando diante de bandidos, dos maiores criminosos do país,tratando-os como autoridades, usando como escudo, de forma hipócrita, o estado democrático de direito,que criam leis para justificar seus crimes,independente de estarem dentro de um terno,farda ou toga? Quando vamos entender que a partir do momento que qualquer um que exerça cargo ou função pública e desviou-se de sua finalidade, deixa automaticamente, de estar revestido da autoridade que teria caso estivesse cumprindo seus deveres para o bem da população e não em proveito próprio! E a partir desse momento,esses têm que ser arrancados, nem que seja a força, da vida pública governamental e nunca mais terem vínculo com órgãos públicos, além de responderem severamente pelos seus crimes!

    ResponderExcluir
  3. Se efetivamente, a União ajudar o RJ, espero que esse dinheiro não escoe pelo ralo da corrupção, porque ela continua com a "taxa de oxigênio", tanto é que o chefe mor da quadrilha, Sr. Cabral, embora preso em Bangu, conforme áudio que está sendo divulgado desde domingo,está cercado de mordomias na cadeia, inclusive, ontem almoçou camarão VG, que foi levado por alguém da quadrilha num carro!? Então, é preciso que isso seja divulgado, pois a quadrilha continua agindo!

    ResponderExcluir
  4. Se efetivamente, a União ajudar o RJ, espero que esse dinheiro não escoe pelo ralo da corrupção, porque ela continua com a "taxa de oxigênio", tanto é que o chefe mor da quadrilha, Sr. Cabral, embora preso em Bangu, conforme áudio que está sendo divulgado desde domingo,está cercado de mordomias na cadeia, inclusive, ontem almoçou camarão VG, que foi levado por alguém da quadrilha num carro!? Então, é preciso que isso seja divulgado, pois a quadrilha continua agindo!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.