domingo, 8 de janeiro de 2017

NO GBM DE FRIBURGO FALTA SALÁRIO MAS SOBRA SERVIÇO

Bombeiros QBMP 02 de Friburgo estão pedindo socorro, estão tirando 14 serviços no mês, sem salário e com mais serviço, contrariando a nota do boletim.


Viatura AB correndo só o motorista sem guarnição.

Serviço, PROG compulsório, sobreaviso.







FONTE: EMAIL


18 comentários:

  1. SERA QUE EM NOVA FRIBURGO NAO TEM MINISTERIO PUBLICO OU FALTA CORAGEM DOS BOMBEIROA PARA DENUNCIAR ASS:ANONIMO

    ResponderExcluir
  2. SERA QUE EM NOVA FRIBURGO NAO TEM MINISTERIO PUBLICO OU FALTA CORAGEM DOS BOMBEIROA PARA DENUNCIAR ASS:ANONIMO

    ResponderExcluir
  3. Porra, tá no boletim. Otário é quem vai.

    ResponderExcluir
  4. Amigos , a denúncia é sim verdadeira , porém devemos colocar a realidade , o Tenente Coronel Fábio Gonçalves é o atual comandante do GBM , excelente oficial , educado , houve a tropa , tenta sempre amenizar os problemas da tropa , porém a culpa é do Comando Geral que não dá condições do mesmo comandar , Friburgo a cidade que teve a maior tragédia do país , uma regiãi sujeita a vários problemas como fogo em vegetação , deslizamentos ,inundações , está e tempos esquecida e abandonada pelo Comando Geral da corporação , está correndo com 12 militares por dia , incluindo os progs compulsórios , o ABT , tem apenas dois militares mais o motorista , o AB , está correndo apenas com o motorista , só tem uma ASE para atender 200 mil habitantes , a outra foi embora por falta de efetivo , o rabecão está cobrindo uma área gigantesca , pegando corpos em Santa Maria Madalena e tendo que levar para Teresópolis , a prontidão está tendo que correr e fazer a comida por falta de efetivo para o rancho , o quartel está a ponto de entrar em colapso por falta de pessoal , o Comando Geral é totalmente incenssivel a tal situação , é questão de tempo occorer um problema onde hácera vitimas e será impossivel o quartel resolver , e se deve responsabilizar o comando geral por sua omissão quanto a população de Nova Friburgo , tendo em vista que outros quartéis da região serrana , como teresópolis e petrópolis tem recebido pessoal , o que falta no 6 GBM É bombeiro efetivo , população responsabilizem o comando Geral do Corpo de Bombeiros , vcs estão em risco

    ResponderExcluir
  5. Houve uma reunião com a cúpula do 6 GBM é foi feito um paliativo p diminuir a questão dos serviços extra. Continua com prog compulsório mas agora os bm qbmp 02 dos dbm pertencentes ao 6 tbm entraram amenizando um pouco os militares da sede.

    ResponderExcluir
  6. https://share.getsnap.link/video?url=https%3A%2F%2Fm.facebook.com%2Fstory.php%3Fstory_fbid%3D992138524252456%26id%3D167013226764994&duration=-1&title=Coment%C3%A1rios&region=BR&lang=pt

    ResponderExcluir
  7. E na área do 6 GBM e com o número de Militares muitíssimo reduzidos na escala, os mui colegas que trabalham no expediente continuam sem tirarem serviço de prontidão e contrariando o Comando Geral e ninguém reclama, denuncia e ficam igual a cordeiro e com receio de serem punidos com transferências e não ficarem mal com as Chefias. E até quando? Colega de minha turma de cabo que me repassou o bizu e confirmei nesse fim de semana. Acordem Cordeiros e vamos nos transformar em Lobos. Sgt Leão da Montanha.

    ResponderExcluir
  8. RAS compulsório, de acordo com resolução SEDEC espedida em cima da lei do RAS (não podemos esquecer que o decreto ainda está valendo e é lei assinada pelo governador e que nada a invalidou) já que não se pagam pelos plantões trabalhados pelos BMs a muito, enfatiza que a cada 12horas trabalhadas compulsóriamente o estado teria que pagar em forma de folga de 24horas para expediente ou prontidão, levando em consideração a escala de 24/72, se o BM trabalha 12horas tem de folgar 24horas já no próximo plantão que o BM tiraria em sua obm de origem, percam o medo e exijam os seus direitos é dever do Comando escalar para essas datas mais de contra partida é direito do BM a sua folga como estabelecido no decreto do RAS e na resolução da SEDEC nº 20 de 01 de Junho de 2012, que dispõem sobre a regulamentação do Regime Adicional de Serviço para BMs(RAS/BM) da respectiva Gratificação (GRAS/BM) e do Sistema de Compensação de Jornadas de BMs (SCJ/BM) instituídos pelo Decreto Estadual Nº 43.538, de 03 de Abril de 2012 e da outras providências, quando acontecer do serviço extraordinario entrem com requerimento exigindo o que é de direito, o que deixa o BM ter medo é pura e simplesmente a falta de informação, neste caso é direito por lei.

    ResponderExcluir
  9. Bem feito quem manda da sangue nas provas profissionais e come o coronel na porrada

    ResponderExcluir
  10. A forca força do operador está no medo corvarde do do oprimido.
    Procurem o mp

    ResponderExcluir
  11. Absurdo. Tem colega do gse na escala 24x24.

    ResponderExcluir
  12. https://www.google.com.br/amp/oglobo.globo.com/rio/plano-para-recuperacao-fiscal-do-rio-sera-apresentado-na-quarta-feira-temer-20748538%3Fversao%3Damp?client=safari

    ResponderExcluir
  13. Quando tiver provas profissionais, se empenhem bastante para ficar em primeiro lugar e fazer aquela festa no pátio do quartel central. Visto quando abre cursos de especialização, onde um monte de bobo se inscreve para, ao término botar um brevê no peito e chamar o companheiro de peito liso. Bombeiro não aprende nunca.

    ResponderExcluir
  14. Comandante do 6º GBM. Trabalhei com o Ten Cel Fábio Gonçalves na engenharia do 21º GBM/Itaperuna por cerca de 6 anos, onde o mesmo chegou aspirante. trabalhando também com o mesmo na atividade fim, pois concorríamos à escala de prontidão. Minha experiência com o mesmo foi das melhores. Justo, sempre procurou valorizar o profissional dedicado. Sabia respeitar todo e qualquer militar, independente do grau hierárquico. Certa ocasião percebera que eu passava por um problema pessoal, sem que eu solicitasse, perguntou se eu estava precisando de uma licença para desconto em férias para que eu pudesse resolver aquela situação que me afligia. Não precisei gozar a referida licença, pois tal situação pela qual eu estava passando, já havia sido abrandada. O que me impressionou foi que o mesmo não só cobrava desempenho do militar, mas procurava prover os meios para que seus subordinados pudessem cumprir suas funções. Outro ponto que também faz com que eu tenha uma grande admiração pelo mesmo: Certo dia eu fora interpelado pelo Comandante da Unidade, acerca de um posicionamento que eu tomara na função de Praça da SST. O Ten Fábio Gonçalves ao saber que eu estava sendo sabatinado pelo comandante, adentrou o gabinete do mesmo, assumindo de imediato total responsabilidade pelo meu posicionamento, pois afinal eu estava cumprindo sua ordem. Esses fatos aqui elencados mostram a grandeza do Oficial em questão. Sei que o que relato aqui não tem relação com o tema da matéria, porém meu objetivo é tão somente mostrar um pouco do aspecto pessoal do Ten Cel Fábio Gonçalves.

    ResponderExcluir
  15. ST Bm Gilberto Pena11 de janeiro de 2017 19:26

    Senhores as informações sobre esta postagem não são inverídicas,porém o comentário sobre o atual comandante é injusto. Ten. Cel. Fábio por diversas vezes externou a situação do efetivo junto ao comando geral. Durante este período houveram diversas transferencias para reserva remunerada e o quadro foi se agravando ! O ten. cel. Fabio esteve em nossa unidade para prestar algumas informações sobre a escala compulsória no 6º GBM e a maior preocupação dele foi manter o socorro operando com o minimo de bms para evitar o remanejamento de militares de outras áreas para compor o efetivo do 6º GBM ... Pensem bem! Retirar um bm de Campos, Macaé, Rio de Janeiro para compor efetivo na serra seria muito penoso a estes colegas, isso foi a maior preocupação dele ! Não acho que uma pessoa com este tipo de consciência poderia ser crucificado como tirano ou autoritário. Sei que haverá de se tomar uma providência a respeito, mas ele já passou a responsabilidade para as estancias superiores! Nos destacamentos a vida não está fácil também não, o socorro esta sendo operado por 03 bms para atendimento a eventos com múltiplas vítimas,pequenos incêndios,fogo em vegetação etc... sendo que um deles o operador de Vts, desta forma devemos mudar o foco desse problema transferindo a culpa para quem realmente merece assumi-la. Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  16. ST Bm Gilberto Pena11 de janeiro de 2017 19:48

    Quanto as provas profissionais senhor! Nada diz que tenhamos que esconder nossa habilidade profissional para demostrar nossa indignação, muito pelo contrário! exigimos pagamento e respeito por cumprirmos com excelência as funções para as quais somos designados! grande partes dos militares escalados pelo 6º GBM nas provas profissionais são militares que vão para Alerj brigar por melhorias, muitos 439 como eu. Novamente senhores mudem o foco!!! respeitamos a todos os companheiros de nossa unidade e de outras tbm e este argumento é pejorativo aqui não merecemos o nivelamento por baixo, pois tratamos a todos como bombeiros com a mesma excelência que nós, ou até melhores! Sugiro que ao escalarem os militares indignados com as provas profissionais, os mesmos digam aos comandantes que não irão participar porquê não concordam com a atual situação do trato a que vem sendo submetidos!!! Isso sim seria atitude louvável!!! Quanto a criticar essa competição... quem tem que fazer são as associações que muito bem nos representam!!! Desculpem aí o desabafo , mas pra mim foi oportuno!!!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.