quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Pensionistas da Segurança não vão receber salário de dezembro nesta quarta-feira

Pagamento só vai sair para servidores ativos e inativos da área

Rio - Os pensionistas da Segurança Pública não terão o pagamento da folha de dezembro efetuado nesta quarta-feira pelo governo do estado. O crédito das pensões só vai ser feito juntamente com os salários dos demais servidores que ainda não receberam os vencimentos do mês passado. O calendário para o restante do funcionalismo ainda não foi definido pelo estado.

No fim da tarde desta terça-feira o governo anunciou que pagará os salários os salários integrais de dezembro dos servidores ativos e inativos da área de Segurança Pública. O valor total depositado será de R$ 623 milhões. A Secretaria de Fazenda ressaltou que alguns depósitos poderão ocorrer após o fim do expediente bancário. O anúncio foi feito menos de 24 horas depois de os policiais civis anunciarem o início da greve.

A paralisação começou às 8h desta terça-feira. Os policiais pretendem manter a greve até que o Estado regularize o pagamento dos salários no 5º dia útil. Também está na pauta dos sindicalistas, o pagamento do décimo terceiro, horas extras e premiações por metas alcançadas (os atrasos são desde o segundo semestre de 2015).

Na paralisação durante as 72 horas serão atendidos os serviços indispensáveis, como as da Delegacia de Homicídios, Delegacia Antissequestro e retirada de corpos em via pública. Depois, será iniciada a greve com 30% do efetivo nas delegacias. 

A assembleia unificada foi convocada pela Coligação dos Policiais Civis do Rio (Colpol-Rio) e foi Associação dos Peritos Oficiais do Estado do Rio (Aperj), Appol, Sindelpol e Sindpol e ocorreu no Club Municipal, na Tijuca.

2 comentários:

  1. Cadê o 13°???
    Se afrouxar vão fazer mágica com ele, vão assoprar e ele some.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.