terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Briga por cargos no governo esquenta

Deputados que votaram a favor da privatização da Cedae ameaçam mudar de lado caso não arrematem cargos no governo

Rio - Aprovada pela Assembleia Legislativa, a venda da Cedae foi uma importante vitória para o governo estadual, mas não é garantia de sucesso nas futuras votações envolvendo o pacote de austeridade de Pezão. Deputados que votaram com o Palácio Guanabara pela privatização ameaçam mudar de lado caso não arrematem cargos no governo, hoje ocupados por afilhados de parlamentares que votaram contra a privatização.

Afirmam que Cidinha Campos (PDT), Luiz Martins (PDT) e Lucinha (PSDB), que votaram contra o governo, são responsáveis por dezenas de indicações. A lógica é simples: ‘Se eles votaram contra, e eu a favor, que os cargos migrem para mim. Do contrário, passo a votar contra’. 

Moeda de troca 
Os descontentes lembram que, em breve, a Alerj votará o aumento da contribuição previdenciária dos servidores. O tema é extremamente impopular, e a eleição, já no ano que vem. Costear o alambrado, dizem, não é apenas um blefe.

Guloso 
André Corrêa (DEM) é outro que está na mira. Ele deixou a Secretaria de Meio Ambiente para retornar à Alerj durante as votações, mas não abriu mão de cargos no Inea. A gula irritou Samuel Malafaia (DEM) que, no último minuto, decidiu votar contra o governo na privatização da Cedae.

Sermão
Ainda mais irritado que Malafaia, o deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM) enviou um e-mail de desabafo a Pezão. “Governador, infelizmente o que você combina não vale mais. Tem gente que manda mais do que o senhor”, escreveu.

3 comentários:

  1. e o ministério publico, esta esperando o que para averiguar essas votações, propina não é´oferecer cargos tambem? se teve ofertas de cargos teve dinheiro tambem dr marcélo bretas e policia federal, precisamos de vocês novamente. o cabral sabem muitas coisas, e ele vai falar sobre o judiciário do rio.
    juntos somos fortes...

    ResponderExcluir
  2. Será q agora que vcs estão vendo quanto vale o voto de um parlamentar ? Vale de acordo c o projeto, ou os recursos movimentado por ele. Cargos comissionados são moedas de troca, como chefe de posto de vistoria do Detran, diretoria de ALERJ e outros. O primeiro passo para mudar esse país é acabar c cargos comissionados, o comissionado não tem vínculo c o emprego está ali só p roubar ou dar lucro p quem indicou. Caso tenha um escândalo exonera ele e coloca outro.

    ResponderExcluir
  3. enquanto nós brigamos para receber, eles brigam por cargos para amigos, nos roubar mais. isso precis ser investigado. FALA CABRAL. FALA...........

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.