segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Venda da Cedae: Base do governo na Alerj vai rejeitar destaques

Articulação é intensa e há pressa para que estado apresente contrapartida à União para garantir crédito e pagar duas folhas salariais dos servidores

Rio - A base do governo na Alerj vai vetar todos os destaques apresentados pela oposição ao projeto de lei de venda da Cedae para garantia de empréstimo de R$ 3,5 bilhões ao Rio. A articulação governista tem sido intensa e há pressa para que o estado apresente essa contrapartida à União e, assim, consiga fazer a operação de crédito e pagar duas folhas salariais dos servidores. A ideia é 'preparar o terreno' para conseguir aprovar o aumento da alíquota previdenciária. 

Segundo o deputado Paulo Melo (PMDB), todos os destaques ao texto deverão ser apresentados depois, como emendas, quando o estado enviar um projeto de lei que trata especificamente da privatização da companhia.

Base do governo na Alerj vai rejeitar destaques da oposiçãoFotos: Paulo Carneiro e Clever Felix/ Agência O DIA

"São um equívoco essas emendas. Elas têm que ser apresentadas no projeto de privatização que será encaminhado pelo governo mais para frente, quando a modelagem for definida. Aqui não se está aprovando a privatização da Cedae, está se autorizando o governo a iniciar um projeto", declarou o deputado da base governista, Paulo Melo (PMDB).

Ao todo, o projeto que autoriza a venda da Cedae para que as ações da empresa sirvam de garantia para empréstimo de R$ 3,5 bilhões ao Rio recebeu 211 emendas. Antes da votação do texto no plenário, os deputados se reuniram no colégio de líderes para chegar a acordo sobre os aditivos. Como isso não ocorreu, os partidos terão que apresentar destaques (emendas rejeitadas) no plenário.

O regimento da Casa determina que cada bancada tem direito a destaques na proporção de dois para cada três deputados. Com isso, a Rede, que só conta com um deputado na Alerj, não tem direito a destacar nada. Já o Psol, com cinco parlamentares, vai destacar quatro.

O texto-base já foi aprovado por 41 votos contra 28 e as emendas rejeitadas serão novamente levadas ao plenário pelas bancadas.

Paulo Mello ressaltou que há urgência para que o estado dê essa garantia à União e, enfim, comece a executar o plano de recuperação fiscal acordado com o governo federal. "Tem que ter o mínimo de garantia. Se a Assembleia votou, se sai o empréstimo, o governo federal tem a garantia que iremos enfrentar a questão para fazer o ajuste fiscal necessário ao estado", disse o parlamentar.

Destaques melhoram projeto

Ao todo, serão apresentados 16 destaques. Entre diversas emendas elaboradas pelos deputados, e que foram rejeitadas antes de irem ao plenário, algumas impediam a demissão de funcionários. Os partidos voltarão a apresentá-las, por destaque, mas, diante da articulação do governo, que conseguiu aprovar o texto-base com folga, é possível que todos os aditivos — ou a maioria deles — sejam rejeitados.

O PSDB, que votou contra o projeto, apresentará destaque (que era a emenda número 48) de autoria do líder do partido, deputado Luiz Paulo, determinando que sejam feitas audiências públicas para apresentar à sociedade o modelo de projeto de concessão.

GALERIA DE FOTOS
Privatização da Cedae é aprovada

Líder do PT na Alerj, a deputada Zeidan, garante que a oposição vai tentar impedir os vetos e defender seus destaques. "Minha bancada vai apresentar destaque para garantia de não demissão por 15 anos e também outro que dê autonomia para que os municípios com mais de 200 mil habitantes decidam sobre a forma como vão oferecer os serviços de distribuição de água e de tratamento de esgoto", declarou.

O líder do PDT, deputado Luiz Martins, apresentará destaque que inclui no edital de venda da Cedae os passivos da empresa.


Confira como os deputados votaram:


A favor


Ana Paula Rechuan (PMDB)
André Ceciliano (PT)
André Corrêa (DEM)
Aramis Brito (PHS)
Átila Nunes (PMDB)
Benedito Alves (PRB)
Carlos Macedo (PRB)
Chiquinho da Mangueira (PTN)
Conte Bittencourt (PPS)
Coronel Jairo (PMDB)
Daniele Guerreiro (PMDB)
Dica (PTN)
Dionísio Lins (PP)
Doutor Gotardo (PSL)
Edson Albertasse (PMDB)
Fábio Silva (PMDB)
Fatinha (Solidariedade)
Marco Figueiredo (PROS)
Filipe Soares (DEM)
Geraldo Pudim (PMDB)
Gil Vianna (PSB)
Gustavo Tutuca (PMDB)
Iranildo Campos (PSD)
Jânio Mendes (PDT)
João Peixoto (PSDC)
Jorge Picciani (PMDB)
Marcelo Simão (PMDB)
Marcia Jeovani (DEM)
Marcos Abraão (PT do B)
Marcos Muller (PHS)
Marcus Vinicius (PTB)
Milton Rangel (DEM)
Nivaldo Mulin (PR)
Paulo Melo (PMDB)
Pedro Augusto (PMDB)
Rafael Picciani (PMDB)
Renato Cozzolino (PR)
Rosenverg Reis (PMDB)
Tia Ju (PRB)
Zé Luiz Anchite (PP)
Zito (PP)


Contra


Bebeto (PDT)
Bruno Dauaire (PR)
Carlos Lins (sem partido)
Carlos Osório (PSDB)
Cidinha Campos (PDT)
Doutor Julianelli (Rede)
Eliomar Coelho (PSOL)
Enfermeira Rejane (PC do B)
Flávio Bolsonaro (PSC)
Flávio Serefini (PSOL)
Geraldo Moreira da Silva (PTN)
Gilberto Palmares (PT)
Jorge Felippe Neto (DEM)
Lucinha (PSDB)
Luiz Martins (PDT)
Luiz Paulo (PSDB)
Marcelo Freixo (PSOL)
Márcio Pacheco (PSC)
Martha Rocha (PDT)
Paulo Ramos (PSOL)
Samuel Malafaia (DEM)
Silas Bento (PSDB)
Tio Carlos (SDD)
Wagner Montes (PRB)
Waldeck Carneiro (PT)
Wanderson Nogueira (PSOL)
Zaqueu Teixeira (PDT)
Zeidan (PT)


* O deputado Dr. Deotalto (DEM) não compareceu a votação

2 comentários:

  1. OS QUE VOTARAM A FAVOR COMEÇAM DE A a Z. OS QUE VOTARAM CONTRA DE B a Z. FOI,, FUI.......

    ResponderExcluir
  2. TEM QUE BOTAR A FOTO DE CADA UM QUE A FAVOR DA VENDA DA CEDAE!!!!!!!!!!!!!!!! ALGUNS SÓ CONHECEM O PARLAMENTAR COM A FOTO!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.