quarta-feira, 15 de março de 2017

Pezão quer utilizar R$ 270 milhões desviados por Cabral para pagar 13º salário de inativos


Pezão quer utilizar valores desviados por Cabral para conter a crise 

O governo do Rio trabalha para anunciar, nos próximos dias, a recuperação de valores desviados pelo ex-govenador Sérgio Cabral, alvo da operação Lava-Jato. Segundo membros do alto escalão do Palácio Guanabara, a esperança é que algo em torno de R$ 270 milhões entre nos cofres estaduais. A “receita extraordinária” será utilizada para pagar o 13º salário de aposentados do estado com proventos até R$ 3.500. A previsão é de que isso aconteça até o fim do mês.

A negociação tem à frente a Procuradoria-Geral do Estado (PGE). Segundo membros da própria procuradoria, foi de iniciativa do Tribunal Regional Federal convidar o Rio de Janeiro para negociar a transferência dos ativos bloqueados. O Estado mostrou interesse em ter o dinheiro, o que deu início às conversas. Além do Tribunal Regional Federal, o Ministério Público Federal também participa desta negociação.

Oficialmente, o Palácio Guanabara não comenta o caso. A PGE também não adiantou qualquer informação sobre tema, apenas confirmou que existe uma negociação em curso.

No último sábado, a coluna do jornalista Ancelmo Góis, de O Globo, informou que um ato público está sendo preparado para anunciar a devolução do dinheiro desviado por Sérgio Cabral ao Estado do Rio.

FONTE: EXTRA