quarta-feira, 26 de abril de 2017

Igreja apoia greve geral e convoca fiéis contra reformas do governo

Alguns quadros da Igreja Católica, como a Confederação Nacional de Bispos do Brasil (CNBB), manifestaram apoio à greve geral no país planejada para sexta-feira (28), contra as reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo governo de Michel Temer. 

A Diocese de Campos, por exemplo, divulgou posicionamento de apoio à greve, assinado pelo bisco diocesano Dom Roberto Francisco Ferreria Paz. "A Diocese de Campos seguindo a caminhada da CNBB e junto a outras Igrejas Cristãs e Religiões, apoia paralisação geral do dia 24/04/17, em defesa dos direitos sociais e da Constituição", diz a nota.


Diocese de Campos apoia paralisação "em defesa dos direitos sociais e da Constituição"

O Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, divulgou um vídeo nesta terça-feira, convocando a população ao protesto, para não perder direitos arduamente conquistados. “Queridos irmãos e irmãs, homens e mulheres de boa vontade, convoco a todos para que participem no dia 28 de abril, próxima sexta-feira, da grande manifestação contra as reformas trabalhistas e da Previdência Social”, disse. 

Bispos se reúnem em Aparecida (SP) a partir desta quarta-feira (26) para a Assembleia Geral da CNBB. Um parecer definitivo sobre as mudanças deve ser definido.

Igrejas Evangélicas assinaram um manifesto em que criticam as reformas e chamam a população para a greve geral. Um pronunciamento contra as reformas divulgado no final de março já havia sido assinado por 11 igrejas evangélicas, entre elas a Aliança Evangélica, a Igreja Metodista no Brasil e a Igreja Evangélica Luterana do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.