terça-feira, 4 de abril de 2017

Reforma da Previdência corre o risco de não passar na Câmara

Palácio tem placar a favor apertado para a PEC. Além da oposição de PT, PDT, PCdoB e legendas pequenas, a própria base está rachada

Brasília - A reforma da Previdência do Governo de Michel Temer corre sério risco de não passar na Câmara Federal, e ser enterrada. Foi sinal dado por articuladores na Casa. O Palácio tem placar a favor apertado para a PEC. Além da oposição de PT, PDT, PCdoB e legendas pequenas, a própria base está rachada. Solidariedade, ligada à Força Sindical, e o PTB, por questões históricas trabalhistas, não fecharam com o Governo.

Foro íntimo

A pressão nacional dos milhares de sindicatos e de eleitores nas redes sociais surte efeito, e muitos deputados da base têm pedido aos líderes para não fecharem questão.

Prova de fogo

Por isso o próprio presidente Michel Temer resolveu entrar na articulação e chamar os líderes do Governo às falas. Exige fidelidade dos congressistas, doa a quem doer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.