domingo, 21 de maio de 2017

Fim do triênio e adiamento de reajustes da Segurança estão descartados pelo governo


O adiamento da aplicação de reajustes prometidos às carreiras da Segurança Pública até 2019 e o fim da aplicação de triênios sobre os vencimentos dos servidores não serão discutidos pela Alerj. Os dois temas estão fora do pacote de medidas que será trabalhado pelos deputados. O foco, segundo membros do governo, é aprovar a nova taxação à Previdência.

Ambos os assuntos foram debatidos no último pacote enviado por Pezão, no fim de 2016. A questão sobre o fim do triênio parou na Justiça. O deputado Luiz Paulo (PSDB) conseguiu liminar que vetou a discussão. O caso parou no Supremo Tribunal Federal e segue sem resolução. Já o adiamento dos reajustes à Segurança foi devolvido pela Alerj em função da falta de unidade na discussão do assunto.