quarta-feira, 17 de maio de 2017

Pezão diz que empréstimo de R$ 3,5 bilhões estará à disposição do Rio entre 60 e 90 dias


BRASIL - Brasília - BSB - PA - 16/05/2017 - PA - Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão visita o Senado federalFoto de Jorge William /Agência O Globo 

O governador Luiz Fernando Pezão adotou um tom mais cauteloso ao falar sobre o empréstimo que o Estado pretende conseguir dando como garantia as ações da Cedae. O governo aguarda o fim das discussões do projeto de Recuperação Fiscal, em Brasília, para alinhar o empréstimo de R$ 3,5 bilhões. O problema, porém, é que a operação não é tida como simples. Segundo governador Pezão, o prazo mínimo é de 60 dias para que o dinheiro esteja à disposição.

— Isso no mercado financeiro é visto como ligeiro. Esperamos ter o empréstimo entre 60 a 90 dias — disse o governador.

Nos cálculos do alto escalão do governo do Rio, a expectativa é que a Recuperação Fiscal seja sancionada pelo presidente Michel Temer até o fim deste mês. Com isso, o prazo para a chegada do empréstimo começar em junho, e a chegada do dinheiro é calculada para agosto.


Para o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, o empréstimos será suficiente para quitar o que é devido aos servidores.

— O Plano de Recuperação permite pegar os R$ 3,5 bilhões. Isso vai permitir equalizar os salários. Precisamos de R$ 2,5 bilhões para normalizar o que está devido. Pagaríamos o 13º salário e as bonificações dos militares que estão atrasadas. Sem a Recuperação Fiscal aprovada, não temos como pagar isso — avaliou o secretário em entrevista à TV Globo.

Pezão e Barbosa confirmaram que a negociação dos R$ 3,5 bilhões é feito com um “pool” de bancos. A tendência que ao menos três instituições participem do contrato de empréstimo ao Rio de Janeiro. Enquanto isso, o tempo passa para os servidores.

FONTE: EXTRA