terça-feira, 27 de junho de 2017

Pezão prevê R$ 1,5 bilhão de receita com venda da operação da folha dos servidores


Reunião com servidores foi a primeira desde dezembro de 2015 

A receita extraordinária mais factível, e próxima, a entrar nos cofres do Estado pode sair da venda, a um banco, do processamento da folha de salário dos servidores ativos, inativos e pensionistas, da arrecadação de tributos e do pagamento de fornecedores. Na última quinta-feira, em reunião com servidores, Pezão confirmou aos presentes a previsão de entrada dos recursos já na primeira semana de agosto. A receita prevista é de R$ 1,5 bilhão.

Segundo os servidores, Pezão disse que “existe um prazo de análise por parte do Tribunal de Contas do Estado (TCE)”. O governador explicou que, caso tivesse esse dinheiro em mãos hoje, conseguiria colocar os meses de abril e maio em dia. A dívida do Estado, somente com salários mensais, supera R$ 855 milhões.

Pezão arriscou a possibilidade de utilizar o que sobrar do recurso para quitar parte da dívida sobre o 13º salário de 2016. “Coloco o salário em dia e tento pagar parte do 13º. Vou tentar”, disse Pezão, de acordo com os presentes.

Para a próxima segunda-feira, dia 3 de julho, está marcada uma audiência pública para tratar o tema. O encontro será coordenado pela Secretaria de Fazenda e Planejamento e acontecerá no auditório da secretaria. A previsão é que o edital de venda seja enviado ao TCE na primeira quinzena de julho.

FONTE: EXTRA

6 comentários:

  1. Mesac KD a promoção do pessoal ????

    ResponderExcluir
  2. Caramba, a piada foi boa, todos que estão presentes junto ao Desgovernador, apanharam dos Policiais do Choque a mando do Pezão e Picciani. Ainda riem da piada, Arregooooo.

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras,PARECEM HIENAS ,COMEM M....,E AINDA RIEM .

    ResponderExcluir
  4. Diante do opressor como pode o oprimido sorrir e perde a voz...cambada de vendido do carai! Não vejo a hora de bater de frente com esse pé ladrão de merda...ele vai ouvir tudo é mais um pouco.

    ResponderExcluir
  5. todo mundo vendido.
    Mesac, cade a promoção do pessoal da QBMP/06/Axé com a queda do intertício?
    Cade
    Cade
    Cade

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.