sexta-feira, 30 de junho de 2017

Projeto de teto de gastos é aprovado na Alerj com ampla maioria

O governo estadual precisava de pelo menos 36 votos a favor para que o texto fosse aprovado

Rio - O projeto de lei complementar do teto de gastos dos Poderes e órgãos do Rio foi aprovado nesta quinta feira na Alerj, por 49 votos favoráveis a 10. Houve duas abstenções. O governo estadual precisava de pelo menos 36 votos a favor para que o texto fosse aprovado.

A votação ocorreu após reunião do colégio de líderes, que contou com a presença do secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, do relator da recuperação fiscal na Câmara, Pedro Paulo (PMDB-RJ), e do secretário da Casa Civil, Christino Áureo. 

Conforme a coluna antecipou nesta quinta-feira, o texto que teve aval do Tesouro Nacional estipula um índice de 15,27% de correção do limite de gastos. As alterações no projeto foram criticadas pela oposição( como os líderes do Psol, Marcelo Freixo, e do PT, Gilberto Palmares), que argumentou que o teto valerá apenas para o Executivo, pois os outros Poderes e órgãos terão folga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.