segunda-feira, 17 de julho de 2017

Arlindinho faz compras com servidora que cantou jazz em fila de cesta básica

Arlindinho e Marilza fazem compras em supermercado

O vídeo da servidora aposentada do Estado do Rio Marilza Apparecida, de 79 anos, cantando jazz no fim da fila de distribuição de cesta básica, neste sábado, chegou ao filho do cantor Arlindo Cruz, o Arlindinho. A cena, flagrada pelo EXTRA, já foi compartilhada milhares de vezes nas redes sociais. Hoje, o músico postou uma foto ao lado da senhora, que ficou sem a cesta, com um carrinho de mercado cheio de compras.



Essa é dona Mariusa , Cantora e PROFESSORA do estado do Rio de Janeiro , que enfrentou uma fila pra arrumar uma cesta básica , não consegiu e ainda sim não deixou de cantar , pra mim ela representa o verdadeiro espírito de nós cantores , podemos não ter o que comer mas teremos sempre o que cantar. Estado eu fiz o seu papel esse mês aqui com a dona Mariusa , espero que essa situação se normalize quanto antes , pois muitos idosos estão passando dificuldades extremas. Ela canta em alguns bares , e casas de shows tem uma voz linda , canta samba , bolero e até internacional quem quiser contratar eu super indico 2531-7509. Vamos praticar o bem.
4,2 mil
775
341



"Enfrentou uma fila pra arrumar uma cesta básica, não consegiu e ainda assim não deixou de cantar, pra mim ela representa o verdadeiro espírito de nós cantores , podemos não ter o que comer mas teremos sempre o que cantar" postou Arlindo Domingos da Cruz Neto, que estava voltando de São Paulo quando viu a notícia, na qual Marilza contava que estava com a geladeira vazia. Ela está entre os cerca de 200 mil servidores do Estado do Rio que estão com salários atrasados.
Arlindinho saiu do Aeroporto Santos Dumont, na manhã deste domingo, diretamente para a casa da professora, no Centro. De lá, seguiram para o supermercado, onde ele deixou Marilza à vontade para escolher o que quisesse, conta:
- Vi a matéria e fiquei realmente tocado com essa situação. Minha família é de músicos, sei quão difícil é essa vida, e ela ainda é professora! Eu chorei muito, fiquei de coração partido. Mas ela pegava só um saco de feijão, um franguinho, olhava o preço. E eu 'pelo amor de Deus, pega as coisas direito' (risos).
Arlindinho ainda convidou a cantora para participar de um de seus shows mensais no Beco do Rato, casa de samba na Lapa. O próximo será em 10 de agosto.
- Postei a foto justamente para que quem tivesse uma casa de show ou bar pudesse levá-la para se apresentar. Ela foi cantando durante todo o caminho para o mercado, canta muito bem, tira onda! E não quer receber ajuda, quer fazer shows e que a situação no estado se regularize. O mais bacana foi isso, ela falava o tempo todo 'Eu só quero cantar'. Mas ao falar da situação dos servidores ela se emocionou e chorou muito - conta, também emocionado.


Fonte:  EXTRA

Um comentário:

  1. Não sou fã de pagode, mas esse nobre cantor tem o meu respeito !!!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.