domingo, 16 de julho de 2017

Servidores agendam ato contra decisões do TJ-RJ que consideraram o atraso de salário 'mero aborrecimento'


Protesto de servidores do Poder Judiciário em frente ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro 

O Movimento Unificado dos Servidores do Estado (Muspe) anunciou, nesta sexta-feira, a convocação de novo ato. Desta vez, o alvo será o Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJ-RJ). Os servidores questionam as decisões de magistrados do tribunal que definiram o atraso dos salários como um "mero aborrecimento". O protesto está marcado para o dia 20 de julho, às 14h, em frente ao fórum central.



No último domingo, o EXTRA mostrou que dezenas de servidores recorreram ao Juizado Especial Fazendário atrás do pagamento de danos morais pelo atraso do salário. Nas decisões, os magistrados negaram o pedido alegando que a demora nos pagamentos não gera transtorno psicológico ou humilhação.

O Muspe lembrou que os desembargadores e juízes do Tribunal de Justiça do Rio estão com seus salários em dia mesmo com a crise que afeta do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.