sábado, 12 de agosto de 2017

EVENTO SUPRAPARTIDÁRIO DISCUTE A CRISE NA UERJ NESTA SEGUNDA (14)


 


O Supera Rio, iniciativa da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) promete lotar o Campus Maracanã da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) na próxima segunda-feira (14/08). A partir das 16h, diversos parlamentares, professores, alunos, ex-alunos, associações e reitoria estarão juntos dialogando sobre alternativas para a crise que o estado e principalmente a universidade enfrentam. O evento contará com painéis e debates sobre a autonomia financeira da Universidade e alternativas para a superação da crise.

O movimento idealizado pelo deputado estadual Wanderson Nogueira (PSol) em parceria com a Associação de Docentes da Uerj (Asduerj) e o movimento Uerj Resiste contará com mais de 20 parlamentares de oito partidos diferentes. Para o deputado Wanderson, essa é a hora ideal de unir todos os parlamentares, comunidade acadêmica e população para que a Uerj continue resistindo. “O ano letivo de 2017 está suspenso por tempo indeterminado. Este é o momento em que cada pessoa que acredita no poder transformador do ensino lutará com a Uerj pela educação para vencer a crise”, destaca.

Entre os parlamentares confirmados estão os deputados federais Alessandro Molon (Rede), Alexandre Valle (PR), Glauber Braga e Chico Alencar (ambos do PSol), Jandira Feghali (PCdoB), Wadih Damous (PT) e Zé Augusto Nalim (PMDB). Os deputados estaduais Carlos Minc (sem partido) Comte Bittencourt (PPS), Dr. Julianelli (Rede), Eliomar Coelho, Flavio Serafini, Marcelo Freixo, Paulo Ramos e Wanderson Nogueira (todos do PSol), Enfermeira Rejane (PCdoB), Gilberto Palmares, Zeidan e Waldeck Carneiro (todos do PT) e Luiz Paulo (PSDB) também confirmaram presença.

Um dos palestrantes, o deputado Luiz Paulo defende que a Universidade passe a receber seu orçamento em duodécimos, assim como acontece com o Tribunal de Justiça e a própria Alerj. “Isso dará autonomia administrativa e financeira para sair desse lamaçal que o Governo do Estado colocou as universidades”, frisa.


Fonte:  alerj.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.