domingo, 6 de agosto de 2017

Governo do Rio faz as contas para saber se venda da folha será suficiente para quitar salários mensais


Além dos ativos e inativos da Uerj, servidores aposentados da Educação, e ativos e inativos da Saúde, da Cultura e de Ciência e Tecnologia aguardam uma definição sobre o pagamento dos salários atrasados (ver o quadro ao lado sobre a dívida). A aposta do governo do Rio é de receber cerca de R$ 1,4 bilhão no leilão da operação da folha de pagamento de servidores e fornecedores. Segundo o estado, esse dinheiro será suficiente para colocar os salários mensais em dia.

O leilão está marcado para quarta-feira, dia 9. O secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, já afirmou que a previsão é de receber a receita extra já no dia 16 de agosto. Tudo o que entrar no caixa, segundo o secretário da Casa Civil, Christino Aureo, será utilizado para a quitação dos atrasados.

A dúvida entre os servidores, porém, é sobre o tamanho da dívida que o estado vai acumular até o dia 16. Isso porque, no dia 14, vence o prazo para o pagamento do salário de julho. A tendência é que o governo pague, em dia, os ativos, inativos e pensionistas da área da Segurança, além dos ativos da Educação. Não há garantia, porém, que o salário de maio, que segue pendente, seja quitado até o dia 14. Existe, portanto, a possibilidade de o Estado chegar ao dia 16 devendo três salários a parte dos funcionários, caso a folha de maio não seja quitada até lá.

FONTE: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.