quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Incêndio atinge alojamento da UFRJ

Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas, segundo a universidade. Três deles foram atendidos no local e um estudante teve uma fratura na perna


Incêndio atingiu alojamento da UFRJ nesta quarta-feira

Rio - Um incêndio atingiu o alojamento da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão, na madrugada desta quarta-feira. Quatro pessoas ficaram feridas, de acordo com a universidade. Um dos estudantes, que não teve o nome revelado, sofreu uma fratura na perna ao tentar sair do edifício e foi levado para um hospital da região. As outras três vítimas inalaram fumaça e foram atendidas no próprio local.

Os bombeiros foram acionados às 4h20 e, por volta das 7h30, ainda faziam o trabalho de rescaldo no prédio. Estudante de Enfermagem, Ana Carolina Gonçalves, de 26 anos, contou que as chamas começaram no segundo andar do bloco B, mais conhecido como 'ocupação' entre os alunos.

"Quando acordei, o incêndio já havia começado. Escutei o pessoal gritando 'fogo, fogo'. Saí correndo, peguei o básico, o que dava para salvar. Pelo menos 400 estudantes moram no alojamento, mas hoje havia apenas uns cem, porque as aulas começaram na segunda e nem todos retornaram", explicou Ana Carolina, que mora no alojamento desde fevereiro.

A jovem reclamou ainda das condições do alojamento, que, segundo ela, não foi reformado. "Aqui está horrível, não temos condições para morar. Não concluíram o novo alojamento e não deram explicação", completou.

Procurada, a UFRJ informou que as causas do incêndio serão investigadas pelas autoridades competentes, com acompanhamento da Superintendência-Geral de Políticas Estudantis (SuperEst) e da prefeitura da universidade. A instituição contou que o foco das chamas teria sido detectado no primeiro andar, em um dos quartos, e depois o fogo se alastrou para outros oito apartamentos. 

De acordo com a faculdade, a energia elétrica do prédio foi desligada após orientação do Corpo de Bombeiros. "Representantes da reitoria estão desde a manhã no local, prestando apoio aos estudantes e atuando nas demandas emergenciais. A Divisão de Segurança da UFRJ (Diseg) acompanhou o ocorrido desde os primeiros momentos e também se encontra no local", completou, em nota. 

A instituição reforçou que, apesar do incêndio, não houve pânico entre os estudantes e os jovens aguardam as próximas instruções da reitoria. "As próximas medidas a serem tomadas pela Reitoria serão: apoio aos estudantes por meio da SuperEst e outras instâncias da Admnistração Central; apoio a estudantes que relataram perda de documentos; apoio financeiro emergencial e de ordens diversas que forem apresentadas; avaliação da situação acadêmica dos estudantes que não puderem cumprir normalmente seus compromissos, em virtude do ocorrido", explicou.

"A reitoria lamenta profundamente o fato e reforça que acompanhará de perto a situação, dando prosseguimento às políticas de assistência estudantil pautadas pelo atendimento integral ao estudante", acrescentou.

FONTE: ODIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.