segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Quatro pessoas da mesma família morrem em acidente com micro-ônibus na Dutra, em Barra Mansa

Segundo a PRF, veículo tombou quando passava próximo ao bairro Moinho de Vento. Família regressava para Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, após confraternização em SP.






Um acidente na noite de domingo (20) deixou quatro mortos e 26 feridos na Via Dutra, em Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro. Três mulheres e um homem da mesma família morreram.


Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um micro-ônibus tombou próximo do bairro Moinho de Vento, na pista sentido Rio de Janeiro. De acordo com informações de familiares, o motorista teria sido fechado por um carro e perdido o controle da direção. Chovia no momento do acidente.


O veículo foi fretado na sexta-feira (18) por uma família de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, que retornava de uma festa de aniversário de uma tia, de 70 anos, na Zona Sul de São Paulo.


Os feridos foram levados para a Santa Casa de Barra Mansa, para os Hospitais São João Batista e do Retiro, em Volta Redonda e para o Hospital Flávio Leal, em Piraí. A vítima com ferimentos mais graves foi identificada como Carlos Alberto Reis de Oliveira, de 42 anos. Ele sofreu fraturas, passou por cirurgia e permanece internado em estado grave no Hospital São João Batista.


Os corpos do casal Gilmar Reis e Patrícia — que não tiveram a idade divulgada —, de Marina, de 53 anos e da jovem Márcia, de 19, foram levados para o Instituto Médico Legal de Volta Redonda. O ônibus também foi levado para o IML, onde vai passar por perícia. O casal deixou dois filhos, de 4 e 15 anos, que também estavam no veículo.


A pista ficou interditada por mais de 3 horas e o congestionamento chegou a 12 km no trecho. A lentidão aconteceu por causa do trabalho de retirada do veículo e limpeza da pista.


Na manhã desta segunda-feira (21), o G1 entrou em contato com a empresa responsável pelo ônibus fretado, Jolin Transporte, para obter um posicionamento, mas as ligações não foram atendidas.



Fonte:  G1



Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.