sábado, 30 de setembro de 2017

Liminar que veta privatização da Cedae pode atrasar publicação de edital para empréstimo

EC Rio de Janeiro (RJ) 21/07/2017 - Prédio da sede da CEDAE. Foto Alexandre Cassiano / Agência O Globo.


A liminar da 57ª Vara da Justiça do Trabalho do Rio (TRT-RJ), que suspendeu qualquer ato que tenha como objetivo concretizar o processo de alienação dos bens da Cedae, pode resultar em mais dias de espera para os servidores. O governo do estado já prevê dificuldades na publicação do edital, na próxima semana, para a realização do pregão que abrirá caminho para o empréstimo de R$ 3,5 bilhões, tendo ações da companhia como garantia. Vale lembrar que o governo do estado promete utilizar o dinheiro para pagar o 13º salário de 2016, vencimentos mensais e bonificações pendentes.

Nos bastidores do governo, não há qualquer recomendação à Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para que se recorra com urgência da liminar obtida pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Saneamento Básico e Meio Ambiente do Rio de Janeiro e Região (Sintsama-RJ). A indicação feita aos procuradores é de analisar o caso durante o fim de semana, de olho em um possível recurso entre segunda e terça-feira.

A tendência é que o leilão aconteça já na segunda quinzena de outubro. Para atrapalhar ainda mais a vida dos servidores, a chegada do dinheiro não é tão simples. O Ministério da Fazenda e o Tesouro Nacional terão de dar o aval para o empréstimo.

Considerações:


Essa matéria das organizações Globo é no mínimo absurda, uma exploração indevida de uma situação que visa dividir servidores e trabalhadores da Cedae.

Essa privatização é um crime contra o povo do RJ. A Cedae teve a autorização de privatização em 20 de fevereiro, com a promessa que os pagamentos seriam realizados no mês seguinte, NÃO ACONTECEU.

Depois veio a exigência do aumento da alíquota previdenciária de 11% p 14%, que sequer foi uma exigência da lei 159/17 de socorro fiscal, mas que está quadrilha do PMDB do RJ impôs aos servidores, e nada de salário em dia.

Anteontem, 28/09/17, aprovaram na Alerj o projeto de Lei 3418/17 que entre outras coisas, garante a quem for emprestar os R$ 3,5 bilhões ao desgoverno Pezão, que a União será avalista e garantidora de que receberão seu investimento de volta. Sim investimento, é isso que os bancos fazem, investem e cobram altos juros, e no caso, nós no Rio seremos os pagantes desses juros.

Portanto essa liminar não impede o empréstimo.


ÁGUA E ENERGIA,
 NÃO SÃO MERCADORIA.

#NãoVendoMeuPaís

#AryGirota
STIPDAENIT






Fontes: EXTRA / Ary Girota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.