domingo, 24 de setembro de 2017

Pezão anuncia criação de Fundo de Segurança para o Rio

Pezão anuncia criação de Fundo de Segurança

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, anunciou, no início da tarde deste domingo, a criação de um fundo de segurança para a cidade. Durante a coletiva do lançamento do programa "Rio de Janeiro a Janeiro", no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, ele oficializou a proposta, anunciada no início da semana, de que vai usar parte dos recursos dos royalties do pré-sal, que hoje vão para o Fundo de Conservação Ambiental (Fecam), para a Segurança.

— Estamos mandando uma emenda constitucional para a assembleia (Alerj) nessa semana, a qual destina 5% dos royalties do petróleo para a segurança. Dos 10% que vão para o ambiental, vamos tirar 5% e colocar na Segurança Pública, e garantir a integração com a prefeitura nas operações legais para melhorar as polícias militar e civil. Ano que vem, serão, mantendo a produção como está, e a produção do pré-sal vai crescer, R$ 197 milhões que vamos aportar. Esse fundo de segurança permite ainda que a iniciativa privada invista em segurança e abata em impostos — ressaltou o governador.




O projeto do Executivo será enviado à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) nos próximos dias e precisará do apoio de 42 dos 70 deputados para ser aprovado. A ideia é usar os recursos não apenas para equipar os órgãos de segurança mas também implantar projetos de cunho social em comunidades carentes, principalmente naquelas onde já foram instaladas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

O anúncio veio no dia que a guerra do tráfico na Rocinha, na Zona Sul da cidade, completa oito dias. A violência se acirrou na última sexta-feira, quando o governo do estado pediu ajuda às Forças de Segurança. Desde a sexta-feira, quando os 950 das tropas federais entraram na comunidade, pelo menos três pessoas morreram, nove foram presas e 18 fuzis apreendidos.

Calendário "Rio de Janeiro a Janeiro"

Também neste domingo, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e o presidente da Cidade do Rock, o empresário Roberto Medina, anunciaram o investimento de R$ 200 milhões para a criação do calendário turístico da cidade. O calendário está sendo estruturado e viabilizado pelo Governo Federal, em parceria com os governos do Município e do Estado, com o auxílio da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Idealizado por empresários do setor de entretenimento, o calendário “Rio de Janeiro a Janeiro” será formado por eventos estratégicos nos segmentos de cultura, esporte, turismo e negócios. com objetivo de impactar positivamente na atração de turistas e de investimentos na cidade.

A previsão é que o projeto resulte num aumento de, no mínimo, 20% no número de turistas. Isso significa 160 mil empregos e R$ 6,4 bilhões na economia do Rio em um ano, além de um retorno para a prefeitura de R$ 170 milhões em postos.







Fonte:  EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.