sábado, 30 de setembro de 2017

Servidores do Judiciário e Legislativo já sofrem com taxação de 14% à Previdência



Servidores do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Estado (TCE) foram os primeiros a sofrer com o novo desconto de 14% para a Previdência. Os quatro órgãos depositaram os vencimentos de setembro ontem, todos com a nova cobrança.

Durante a semana, o Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário (Sindjustiça-RJ) não conseguiu avançar com sua ação contra a taxa de 14%. A direção da entidade questiona a cobrança.


— É um absurdo sofrermos este aumento previdenciário quando temos um pedido cautelar pra ser julgado desde junho pelo TJ, mostrando as nulidades da lei, explicando que o assunto está sendo analisado pelo STF em repercussão geral e mostrando que o Estado ainda não quitou o 13° do Judiciário, que foi pago com recursos próprios pelo Tribunal. A previsão é que só pode cobrar o aumento quando o governo estiver em dia com o pagamento de todos — questionou Alzimar Andrade, coordenador do Sindjustiça.

No início da semana, o secretário de Fazenda e Planejamento, Gustavo Barbosa, informou que a receita extra com a elevação da alíquota será de R$ 30 milhões somente em outubro.




Fonte: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.