sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Governo ‘cruza os dedos’ para não ter surpresa com empréstimo de R$ 2,9 bi



Ações da Cedae servirão como garantia




O segundo adiamento do pregão do empréstimo de R$ 2,9 bilhões que terá como garantia as ações da Cedae deixou receosa uma parcela do governo do Rio. A partir de agora, o discurso é de cautela quanto a realização do pregão, antes marcado para hoje, e transferido para o dia 1º de novembro, na próxima quarta-feira.

— Nessa crise toda, com o Estado quebrado, nada é certo. Muita coisa pode acontecer até quarta-feira. Vamos ter que aguardar para ver se nada vai mudar — disse um integrante do alto escalão do governo.

A mudança anunciada ontem, e que será concretizada hoje, via publicação no Diário Oficial, foi em função da necessidade de um decreto presidencial que até ontem não havia sido publicado. O presidente Michel Temer precisa frisar, neste decreto, as garantias que serão oferecidas pela União ao empréstimo pretendido pelo Rio.

A demora na realização do pregão faz cair por terra as previsões do governo para quitar o que é devido ao funcionalismo — 13º salário de 2016, vencimentos mensais e gratificações pendentes. Antes, a projeção era de quitar as dívidas no início de novembro. No mais tardar, na segunda semana do mês. A partir de agora, a previsão passa a ser a segunda quinzena do mês. Lembrando que no dia 15 de novembro, outra obrigação “bate à porta” do governo: o salário de outubro.





Fonte:  EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.