quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Atrasados de setembro, outubro e o 13º de 2016 serão pagos até dia 27

 

O 13º de 2017 pode ser pago em dezembro. Governador garantiu que vai acertar calendário em 2018 com antecipação de royalties
16/11/2017 20:08:56
  •  
  •  
  •  

Rio - Após reunião com representantes do Movimento Unificado dos Servidores (Muspe), o governador Luiz Fernando Pezão se mostrou otimista e afirmou que irá à Brasília conversar com o presidente Temer. Segundo ele, o empréstimo de R$2,9 bilhões deve ser finalizado amanhã. A previsão é de que na próxima semana, com o aval do Tesouro Nacional, o crédito entre na conta após três dias úteis.

"Eu trabalho com a data do dia 27, o mais tardar final de novembro", afirmou o governador.

Em relação a um calendário único de pagamento para todos o funcionalismo, pauta principal dos sindicalistas que participaram da reunião, Pezão prometeu acertar o calendário em 2018. Para isso, o governo está contando com uma nova operação de crédito: a antecipação de uma parcela de US$500 milhões, de um total de US$1 bilhão em royalties do petróleo. A expectativa é de que com o recebimento da primeira parcela (US$500 milhões), o estado consiga pagar o 13º de 2017 até dezembro.

"Temos mais uma operação de crédito que vai nos dar a garantia de que em 2018 a gente vai ter um calendário unificado, a garantia de que não vamos mais atrasar mais os salários, que é uma securitização dos royalties do petróleo de US$1 bilhão, que já está autorizado", contou o governador.

"Isso nos dá a previsibilidade de manter todos os salários em dia em 2018", concluiu Pezão. Apesar das promessas, os sindicalistas não saíram tão animados com as informações. Para a maioria, o governador está fazendo uma jogada política.

"Infelizmente saímos de lá com o que foi acenado para o dia 27. Pegar empréstimo não é a melhor alternativa. Ficou muito claro que pior será em 2019, o que ele está fazendo é um arranjo para terminar o governo e passar a bola em 2019. Isso ficou bem claro", afirmou Ramon Carrera, diretor do Sind-Justiça e um dos integrantes do Muspe.

5 comentários:

  1. esse negócio de pezão, prometeu, virou piada messc.

    ResponderExcluir
  2. esse negócio de pezão, prometeu, virou piada messc.

    ResponderExcluir
  3. esse negócio de pezão, prometeu, virou piada messc.

    ResponderExcluir
  4. hum acredita em papai noel .....

    ResponderExcluir
  5. O tanto que este sr "trabalha e espera" já virou piada. O pior que ninguem faz nada nesta terra de Marlboro.

    Estamos cansados de tantas promessas. Esse jogo politico sujo.

    QUERO O QUE É MEU POR DIREITO.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.