quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Inativos e pensionistas do Estado do Rio pedem socorro diante do atraso dos salários




A quarta-feira de muitos servidores do Estado foi de protesto em frente à Assembleia Legislativa do Rio. Ontem, no ato organizado pelo Movimento Unificado dos Servidores (Muspe), boa parte dos presentes ao protesto integra a parcela de aposentados e pensionistas do funcionalismo estadual. São eles que mais sofrem com os atrasos. Em função da política de pagamento adotada pelo governo — de priorizar determinadas categorias e seus servidores ativos —, esse funcionários públicos estão à mercê da crise.

— Eu tenho 80 anos de idade e estou na rua cobrando urgência por um direito que é meu. Não agueto essa situação. Eles precisam regularizar o quanto antes os pagamentos. Recebi o salário de agosto essa semana, quase dois meses depois da data correta — desabafou a aposentada da secretaria de Fazenda, Marlene Aquel, que trabalhou por 35 anos como funcionário do Estado.

Marlene cobra igualdade sobre os pagamentos

O coro de indignação foi reforçado por policiais reformados e da reserva que estiveram no encontro. Um deles segurou uma faixa cobrando o 13º salário de 2016, mais demanda dos servidores atualmente.

— Minha vida está totalmente desorganizada. Queremos apenas paz — disse Lucas Mathias, de 65 anos, 32 como policial militar.




Fonte:  EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.