terça-feira, 28 de novembro de 2017

Mobilizações contra mais um atraso



Antes mesmo da reunião com Pezão, duas categorias já marcaram passeatas e atos para quarta-feira.


Com mais um atraso no pagamento do funcionalismo estadual e como o depósito do empréstimo de R$2,9 bilhões não foi feito ontem (como previsto inicialmente pelo governador Luiz Fernando Pezão), os servidores já começaram a se mobilizar. Hoje à tarde, representantes das 42 entidades ligadas ao Movimento Unificado dos Servidores (Muspe) vão se reunir para traçarem as próximas estratégias. "Algumas categorias já falam em paralisações", confirmou Marcio Garcia, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Rio de Janeiro (Sindpol-RJ).


Governador em Brasília


Antes mesmo da reunião, duas categorias já marcaram passeatas e atos para amanhã. A Associação dos Servidores da Vigilância Sanitária do Estado do Rio de janeiro (Asservisa) fará um ato junto com o Comando de lutas e a CSP Conlutas - Central Sindical e Popular, às 13h, na Alerj. E também vão lançar um manifesto em defesa do PCCS (Plano de Cargos e Carreiras) da Saúde. Às 15h30 será a vez do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) fazer uma passeata da Cinelândia à Alerj.


A Secretaria Estadual de Fazenda afirmou que continua nas tratativas do contrato, mas ainda não tem data para o pagamento. À Coluna, Pezão confirmou que tem feito o possível para agilizar o aval do Tesouro Nacional. "Estou em Brasília lutando para liberar", disse o governador, que viajou ontem à tarde para a capital.

Assembleia hoje


A Associação dos Docentes da Uerj (Asduerj) vai realizar uma assembleia hoje para falar sobre a questão salarial e se vão manter a greve. Na pauta, também vão discutir sobre a conversa vazada sobre a CPI da Uerj entre o ex-presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani, e o secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social (Sectids), Gustavo Tutuca, que está licenciado e voltou à Alerj.

Contra a CPI


Na conversa, Tutuca e Picciani falam sobre a CPI da Uerj e o ex-presidente da Alerj alerta o secretário em não falar sobre a falta de repasses do governo. "Ficou claro que estão tentando fragilizar a universidade, como se o problema fosse a folha de pagamento e não a falta de repasses do estado", observou Guilherme Abelha, presidente da Asduerj, que é contra a volta do secretário para a pasta.


Setembro


Com o depósito realizado no último dia 25, quando foi creditada uma parte dos salários da Saúde, a Secretaria Estadual de Fazenda pagou integralmente, até o momento, os vencimentos de setembro para 395.472 servidores ativos, inativos e pensionistas, em um total de R$ 1,254 bilhão. Mas ainda estão em aberto os vencimentos para 67.885, somando R$ 353,9 milhões.


Outubro


Com o atraso para a liberação do empréstimo ao estado, o pagamento de outubro ainda está pendente para 206.893 servidores. Isso representa uma folha de R$576,7 milhões. Segundo a Secretaria Estadual de Fazenda, o salário de outubro foi pago integralmente para 255.810 ativos, inativos e pensionistas, em um total de R$ 1,015 bilhão.


Queimados


Os aposentados e pensionistas de Queimados vão receber os salários de novembro hoje. Amanhã, a prefeitura vai depositar os salários dos cerca de seus 3 mil servidores, entre estatutários e comissionados. Já a segunda parcela do 13º será depositada para aposentados e pensionistas no dia 15 de dezembro. Segundo a prefeitura, os demais servidores receberão antes do dia 20.

Palestra


O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sindpol-RJ) e a Coligação dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Colpol-RJ), vão realizar uma palestra com Eliel Teixeira, do Departamento de Xerifes do Condado de Los Angeles(EUA). A palestra vai falar sobre o modelo americano de segurança pública. Inscrições pelo e-mail contato@sindpolrj.com.br ou pelo telefone 2531-7777.



Fonte: O DIA



Um comentário:

  1. Já que não podemos fazer greve , temos que tomar uma atitude. A Polícia mititar faz operação padrão super lotando as delegacias , e nós Bombeiros não sairemos com as viaturas que não estiverem vistoriadas no Detran e que não tiverem condições de uso conforme as leis de trânsito. Só falta algum líder para alinhar isso com a tropa e com as outras corporações , se não for assim , iremos Passar mais um Natal Magro.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.