terça-feira, 28 de novembro de 2017

Queijo de cabras francesas achado na cela de Cabral custa R$ 300 o quilo

Inspeção do Ministério Público encontrou várias iguarias caras na cela de Cabral e aliados


Que quentinha que nada! Na galeria C da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, que o ex-governador do Rio Sérgio Cabral divide com seus aliados, o menu é coisa fina. Um pote de queijo Chavroux, feito à base de leite de cabras francesas custa de R$ 230 a R$ 300. O pote encontrado pelos promotores do Ministério Público durante visttoria na semana passada, tinha R$ 150g.

Outro francês à mesa era o Babybel. Queijinhos do tipo Saint Paulin, que vêm embalados em bolinhas custam R$ 279, o quilo. Já o presunto cru da portuguesa Primor, fabricado na região do Porto, é vendido em sofisticadas delicatessens por R$ 225 o quilo. E você, que comemorou a promoção do presunto Perdigão a R$ 9,99 o quilo?

E se os desvios milionários, pelos quais são investigados os ocupantes das celas, levaram a hospitais desabastecidos, esteja certo que ali se cuida da saúde. Haja vista o pote cheio de castanhas-do-pará, alimento rico em nutrientes como selênio, um mineral altamente antioxidante que garante longevidade. O preço? R$ 120 o quilo.

Numa longa lista elaborada pelo Ministério Público, após vistoria nas celas na última sexta-feira, além de queijos e presuntos importados, constam ainda camarões e muito bolinho de bacalhau.





Fonte:  EXTRA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.