segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Desde novembro de 2015, Estado atrasou o depósito de 18 folhas salariais dos servidores


EN - RIO DE JANEIRO RJ - 09/08/2017 - CAMPANHA DE DOACAO DE ALIMENTOS AOS SERVIDORES ESTADUAIS. COLPOL. 

Desde o início da crise enfrentada pelo Estado do Rio, em novembro de 2015, os salários dos servidores atrasaram em 18 dos 26 meses decorridos até outubro deste ano. Isso corresponde a 69% dos meses no período. A conta não inclui os vencimentos de novembro — cujo prazo de pagamento vencerá no dia 14 de dezembro — e o 13º salário de 2017 (veja o quadro).




Pelo andamento dos pagamentos, 2017 é o pior ano da crise. Somente em julho, os salários foram pagos em dia, graças à utilização da verba de R$ 1,3 bilhão pela venda da folha de pagamento do funcionalismo. Com o dinheiro, o governo quitou maio e junho, além de julho (em dia). vale lembrar que, desde março de 2016, o prazo oficial para o pagamento é o 10º dia útil do mês seguinte ao trabalhado.

Um comentário:

  1. Não existe uma transparência de qdo o militar vai para reserva remunerada, vc pesquisa com um colega e outro é ver que não existe um consenso das vantagens, exemplo inatividade e 20% ou 25% uns falam quem pediu para sair final de 2016 e 20% é quem saiu antes 25%.se não tiver alguém para observar e mesmo cobrar isso mudanças ocorreram sem que nos ficamos sabendo, e muitos que hj ainda na ativa qdo chegar ao tempo de ir para reserva será automaticamente vai ser20% que hj está. Enquanto nossos salários estão atrasados eles estão criando maneiras de mexerem em nossas vantagens, fica o alerta ,se existe um corpo jurídico que faça uma avaliação neste fato

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.