Previsão do tempo:
Tempo negro.
Temperatura sufocante.
O ar está irrespirável.
O país está sendo varrido por fortes ventos.
Máx.: 38º, em Brasília.Mín.:5º, nas Laranjeiras.

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Estado vai aplicar reajuste a mais de 150 mil servidores da Segurança na folha de janeiro

Bombeiros terão direito a reajuste salarial


A Secretaria estadual de Fazenda e Planejamento e o Rioprevidência informaram, nesta segunda-feira, que 150.775 servidores ativos, inativos e pensionistas terão direito a reajustes sobre os vencimentos de janeiro, pagos em fevereiro. Os percentuais dizem respeito à quarta parcela dos aumentos aprovados pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), a pedido do governo do estado, em 2014. Serão beneficiados policiais militares e civis, bombeiros militares, delegados e agentes penitenciários.

Em relação à folha dos ativos, o impacto mensal da correção dos vencimentos será de quase R$ 32 milhões, com peso anual de cerca de R$ 414 milhões. Segundo dados passados pelo Estado do Rio à União, o peso dos aumentos, incluindo os inativos, deverá chegar a R$ 1 bilhão por ano.





Terão direito à paridade (percentuais de aumento iguais aos dos ativos) os aposentados e os pensionistas que ingressaram no serviço público até 2003. No caso daqueles que entraram para o Rioprevidência a partir daquele ano, o percentual aplicado será de 2,07%, relativo à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2017.

A previsão de pagamento dos vencimentos corrigidos é 16 de fevereiro, 10º dia útil do mês seguinte ao trabalhado. Os beneficiados por este reajuste ainda terão direito a uma última parcela de correção, a ser aplicada em janeiro de 2019. No fim de 2016, o governo do estado tentou adiar o pagamento dos percentuais, mas o pedido sequer chegou a ser votado pela Alerj, após uma decisão do então presidente da Casa, deputado Jorge Picciani.



Fonte:  EXTRA