domingo, 21 de janeiro de 2018

GUARDA-VIDAS SOCORREM BANHISTA BALEADA


Mulher é baleada no calçadão da praia da Reserva
Vítima foi atingida após policial militar de folga ser assalto


Banhista foi baleada no calçadão da praia da Reserva - WhatsApp O DIA (21) 98762-8248

Rio - Um assalto a um PM na Praia da Reserva, no Recreio, em frente ao quiosque Pesqueiro, às 9h20 da manhã deste domingo, terminou com tiroteio e uma banhista ferida por bala perdida. Houve pânico e correria entre os banhistas e frequentadores do quiosque. A vítima, identificada como Larisse Isídio da Silva, de 22 anos, foi levada para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra, onde passa por cirurgia. Ela foi atingida no abdômen. O policial envolvido no caso é o soldado Edson Luiz Santos de Souza, lotado no 21º BPM (São João de Meriti).

Segundo testemunhas, o PM, que tinha um cordão de ouro, estava na areia da praia com a mulher e amigos quando foi abordado pelo bandido armado que ordenou que ele entregasse a joia. De acordo com banhistas, o PM deu o cordão ao criminoso e, quando o ladrão estava saindo em direção ao calçadão, o policial pegou a arma e deu voz de prisão a ele.


O bandido, então, correu em direção ao calçadão, mas caiu na escada que dá acesso ao quiosque. Para não ser preso, testemunhas contaram que ele começou a atirar na direção da areia. Um dos disparos teria atingido Larisse, que corria tentando escapar das balas mas, como estaria próxima ao criminoso, acabou sendo ferida. 

Em áudios que circulam pelo WhatsApp, testemunhas relatam o desespero e contam que o PM não atirou. "Que sufoco. O maluco foi assaltar o cara na areia, armado, o cara era policial. Foi pegar o cordão e o anel do cara. Depois o cara correu, o policial correu atrás dele. O maluco botou a rajada (tiro) e acertou a garota aqui, na nossa frente. Que desespero, irmão, que desespero", contou um banhista.

"Quem deu tiro foi vagabundo que deu uma rajada para trás e acertou a menina que estava na praia", relatou outro.

No local do crime foram recolhidas três cápsulas e uma munição intacta de calibre nove milímetros da arma usada pelos assaltantes, que fugiram. O caso está sendo registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca).

Um comentário:

  1. Tinha que ser recruta mesmo .

    Para que ir a praia com cordão de ouro , anel de ouro e arma ?

    Na boa , espero que aprenda algo com isso .

    Graça ao erro do recruta , uma pessoa está baleada no hopital .

    Aprenda a se esconder , quem não é visto não é lembrado .

    Nada disso teria acontecido , se o recruta tivesse deixado os pertences em casa.

    Cuida ao aparecer , a maré não está para peixe ,da próxima vez pode acabar pagando com a vida . As estatísticas não mentem .

    Use suas jóias apenas para ir a uma festa e de preferência nem use , venda isso e gaste em algo útil , bandido está vindo de armamentos superiores aos nossos .

    Fica a dica do Mike que já passou por várias experiências ruins .
    Aprendi na marra, e escapei por pouco, e perdi muitos colegas

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.