segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Restante do 13° do estado depende da antecipação dos royalties

A operação, que ocorrerá no mercado externo, é prevista no plano de recuperação fiscal do Rio. E o impacto líquido estimado, até 2020, é de R$ 3 bilhões


Rio de Janeiro - 17.10.2017 - RJ - Fachada do Palácio Guanabara iluminada com as cores do Outubro Rosa. Foto: Paulo Vitor. - Paulo Vitor/Divulgação/Palácio Guanabara

Rio - Ainda não há definição por parte do governo estadual sobre a data de pagamento do décimo terceiro salário de 2017 para 167.11 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas. Integrantes do Palácio Guanabara ressaltaram à Coluna que os trabalhos são para quitar o abono o mais breve possível, ou por faixas salariais. No entanto, alegam que, para isso, o estado depende dos recursos da antecipação de receita de royalties e participações especiais.

A operação, que ocorrerá no mercado externo, é prevista no plano de recuperação fiscal do Rio. E o impacto líquido estimado, até 2020, é de R$ 3 bilhões. Não há ainda informações oficiais sobre quando a transação ocorrerá, mas fontes apontam que poderá ser concluída no mês de fevereiro.

No último dia 19, o governo pagou a gratificação para 202.757 ativos, aposentados e pensionistas que têm vencimentos líquidos de até R$ 3.458. Foram depositados, ao todo, R$ 400 milhões.

Agora, para acertar o 13° do ano passado de um grupo de 167.111 vínculos, é necessário ter o montante de R$ 1,1 bilhão. Dependendo da arrecadação, o estado poderá pagar o abono a um grupo de determinada faixa salarial ainda esta semana. Mas não há confirmação, principalmente porque, na semana passada, o Executivo Fluminense começou a pagar os duodécimos dos Poderes e órgãos (Judiciário, Legislativo, Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público e Defensoria).

R$ 4,7 bi em um mês

No período de um mês (de 20 de dezembro de 2017 a 19 de janeiro de 2018), o estado acertou R$ 4,7 bilhões em salários atrasados e também no prazo. Segundo o governador Luiz Fernando Pezão, os depósitos foram viabilizados com a melhora da arrecadação e com a entrada de R$ 2,9 bilhões em caixa. O montante veio de empréstimo contratado com o BNP Paribas, e a operação estava prevista na recuperação fiscal.

Após um longo período de sofrimento do funcionalismo, com parcelamentos salariais, o governo pagou os vencimentos de dezembro de 2017 dentro da data estipulado no calendário, ou seja, em 15 de janeiro, que foi o 10° dia útil. Já o tão esperado 13° de 2016 foi quitado em 20 de dezembro de 2017 para 227 mil pessoas. O valor total depositado foi de R$ 2 bilhões.

Os vencimentos de novembro passado foram pagos de forma parcelada: em 28 de dezembro para servidores que ganham até R$ 2.805 líquidos. Foram creditados R$ 200 milhões.
FÉRIAS

E no último dia 15, a Secretaria Estadual de Fazenda quitou o adicional de férias de servidores de diversos órgãos, na folha do mês de dezembro do ano passado. Segundo a pasta, foram depositados cerca de R$ 44,2 milhões. E em 19 de janeiro, o 13° de 2016 entrou na conta bancária de mais de 202 mil vínculos, no valor total de R$400 milhões.


NOVEMBRO

Depois, em 8 de janeiro, o governo do estado acertou a folha de salários para quem ganha até R$ 6.244 líquidos. O montante depositado foi de R$ 200 milhões. E em 10 de janeiro, novembro foi acertado, com o valor total depositado de R$169,8 milhões. Em 9 de janeiro, foram pagos R$ 42,8 milhões para professores da Secretaria de Educação.

2 comentários:

  1. CHEGA DE TANTA ENROLAÇÃO, CADÊ O BRIO DA TROPA, SE NÃO FIZERMOS NADA SEMPRE TERÁ UM EMPECÍLIO PARA OS NOSSOS PAGAMENTOS, GOVERNADOR SEM VERGONHA DA CORJA CABRALISTICA, FILHO DE SANGUE DAQUELE QUE ASSALTOU OS COFRES PUBLICOS, ""C H E G A"" VAMOS PARAR GERAL SEGURANÇA DO RIO DE JANEIRO, A HORA É AGORA "O CARNAVAL ESTÁ AÍ".

    ResponderExcluir
  2. 13° só em dezembro. A conversa era de q com o empréstimo quitaria TDS os débitos. Dps q o dinheiro entrou já não daria mais.... Só dando um tiro na cara desse desgraçado...

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.