sábado, 10 de fevereiro de 2018

Falha deixa pensionistas da Segurança com direito a paridade sem reajuste automático

Agência do Rioprevidência


Uma parcela das pensionistas ligadas às categorias da Segurança Pública — polícias civil e militar, bombeiros e agentes penitenciários — ficou sem o reajuste aplicado sobre o salário de janeiro. Um problema no sistema que eleva os salários afetou as pensionistas anteriores a 2003, que têm direito a paridade (o mesmo percentual aplicado aos servidores ativos).

Segundo o Rioprevidência e a secretaria de Fazenda e Planejamento, o problema não afetou a todas as pensionistas e está em fase de correção. A previsão é de que o aumento seja pago, o quanto antes, em forma de folha suplementar.

Vale lembrar que todas as pensionistas vinculadas às categorias da Segurança têm direito a reajuste sobre o vencimento de janeiro. No caso dos vínculos posteriores a 2003, o reajuste aplicado utiliza o percentual da inflação de 2017, que foi de 2,07%.

Veja os percentuais aplicados aos ativos:




Fonte:   EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.