quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

General Braga Netto será convidado a ir à Alerj prestar esclarecimentos

Ele detalhará o que planeja fazer para reduzir os índices de violência no estado

Rio - Interventor nomeado pelo presidente Michel Temer (MDB), o general Braga Netto será convidado a ir à Assembleia Legislativa prestar esclarecimentos sobre o que planeja fazer para reduzir os índices de violência no estado. O convite será feito hoje pelo vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Alerj, Bruno Dauaire (PR).

Composto por sete deputados, o grupo se reunirá com Braga Netto, às 14h, no Comando Militar do Leste, no Centro. "Acho importante a Alerj ter esse contato com o general. Há deputados da Baixada, da Região dos Lagos e do interior que não compõem a Comissão de Segurança e que gostariam de participar do diálogo", diz Dauaire, que ressalta, por ora, se tratar de um convite, não de uma convocação.

Poderes mantidos


Ontem, na primeira reunião para tratar da intervenção federal, o Plenário da Alerj chegou a um consenso: as prerrogativas do Parlamento fluminense estariam mantidas. No entendimento dos deputados, o Palácio Tiradentes poderá continuar a legislar sobre Segurança. Caso algum projeto na área seja aprovado pela Casa, ele seria submetido a Pezão (MDB), como de praxe. Caberia ao governador remetê-lo a Braga Netto, que poderia aprová-lo ou vetá-lo.

Convocação?

Já uma possível convocação (ida compulsória) de Braga Netto à Alerj divide opiniões. Alguns deputados dizem que, por se tratar de interventor federal, a medida não seria possível.