quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Relatório sobre nova antecipação de royalties do petróleo é definido como confidencial pelo Estado


Documento faz parte do conjunto de medidas para ingressar no Regime de Recuperação Fiscal. 

O governo do Rio indicou como confidencial o relatório apresentado a União, que trata da nova operação de antecipação de royalties do Petróleo. O documento faz parte do conjunto de medidas apresentadas pelo Estado para ingressar no Regime de Recuperação Fiscal. O EXTRA solicitou as informações via Lei de Acesso à Informação, mas foi informado da classificação passada pelo governo do Rio.

Segundo a União, o Estado justificou a classificação como confidencial por temer que a divulgação de dados relativos a operação atrapalhem o sucesso do negócio. No início do mês, o secretário da Casa Civil, Christino Aureo, informou que o Rio já fez tudo o que lhe cabia na operação, apresentado todos os documentos necessários. Segundo ele, resta, agora, a avaliação do mercado e a apresentação de interessados.

O governo do Rio espera arrecadar cerca de 500 milhões de dólares, algo em torno de R$ 1,6 bilhão. O valor servirá para quitar o que resta dívida sobre o 13º salário de 2017, além de dar maior estabilidade para o pagamento dos salários mensais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.