quarta-feira, 7 de março de 2018

ALERJ DERRUBA NOVE DOS 12 VETOS VOTADOS


Os deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) derrubaram nove dos 12 vetos a projetos de lei votados nesta terça-feira (06/03). Os demais textos que estavam na pauta foram retirados de pauta e voltarão a ser analisados na próxima semana. As novas leis resultantes dos vetos derrubados serão promulgadas ou atualizadas e publicadas nos próximos dias no Diário Oficial.

Com 51 votos favoráveis e nenhum contrário, foi derrubado o veto parcial ao projeto de lei 3.163/17, do Executivo, que se transformou na Lei 7.658/17 e modificou a regra para promoção por merecimento dos oficiais do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio (CBMERJ). O artigo vetado e derrubado pela Casa equipara o tempo necessário para a promoção dos oficiais do quadro médico ao dos combatentes. Hoje, os combatentes ingressam na corporação como soldados e são promovidos a cabo com seis anos de serviço e a sargento com mais seis.

Já os do quadro médico ingressam como cabos, mas precisavam de 12 anos para a primeira promoção. A deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) lembrou que essa era uma luta antiga da categoria: “Só os bombeiros da saúde precisavam esperar todo esse tempo para ter uma promoção. Há mais de três anos eles estão aqui, acompanharam as votações, conversaram diversas vezes com representantes do governo e com os deputados e hoje eles conseguiram a vitória”, contou.


Fonte:  alerj.com

3 comentários:

  1. Depois de muita luta..vem a grande vitória!!

    ResponderExcluir
  2. Correto. Deus no controle!

    ResponderExcluir
  3. Companheiro Mesac/ABMERJ....após a publicação das novas regras de promoção dos bombeiros no diário oficial de 12 de março de 2018 , percebemos uma pequena "falha" ou "erro de publicação/digitação".....no artigo 57-D......V......1 sargento a subtenente......onde se lê......5 anos de efetivo serviço como 3 sargento....deveria ser......5 anos de efetivo serviço como 1 sargento.....precisamos nos atentar quanto à correção ou não deste inciso.....antes de expirar o prazo de 45 dias de vacatio legis (salvo engano)........acho que corremos o risco da não aplicabilidade ou eficácia da mesma devido à este inciso.....Por gentileza, peço que nos ajude junto aos Deputados e ao Comando da Corporação para esta confirmação......segue anexo, parte da publicação, para melhor entendimento......muito obrigado e tenham uma ótima semana.....

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.