terça-feira, 27 de março de 2018

Oito mil concursados aguardam admissão


Os concursados aprovados para cargos de segurança pública do Rio deverão ser admitidos após o Governo do Estado pagar o 13º salário de 2017 dos servidores estaduais. O Executivo também fará um planejamento específico para cada categoria, com um cronograma de convocações até o fim deste ano. 

As informações foram repassadas pelo presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), André Ceciliano (PT), e o líder do governo na Casa, Gustavo Tutuca (MDB), em reunião nesta terça-feira (27), com os concursados de diversas categorias da área da segurança. 

Ceciliano acredita que o governo deve pagar o 13º salário dos servidores no início de abril.  

“Estamos construindo uma solução negociada e não podemos radicalizar os debates. O governador Luiz Fernando Pezão garantiu que só está aguardando esses pagamentos atrasados para a convocação dos concursados da segurança”, afirmou o presidente em exercício da Alerj. 

Já Gustavo Tutuca explicou que o Governo só está esperando a realização de uma operação de crédito para antecipar recursos de royalties e participações especiais do setor de petróleo.  

“É necessário que o mercado internacional esteja com condições favoráveis para o Executivo realizar essa operação. Com esses recursos, será possível pagar o 13º salário dos servidores para depois começarem as convocações”, explicou Tutuca.  

Categorias – Atualmente, 4 mil soldados estão esperando admissão pela PM. Já pela Polícia Civil, 316 papiloscopistas e 248 oficiais de cartório aguardam nomeação. Além deles, há 3 mil agentes penitenciários e 411 bombeiros militares, entre guarda-vidas, combatentes e enfermeiros, esperando chamada. 

3 comentários:

  1. 411 bombeiros não dá pra nadaaaa

    ResponderExcluir
  2. somos mais de 200 cabos tec enfermagem esperando a chamada!!

    ResponderExcluir
  3. Corpo de bombeiros vai acabar, só está saindo, nao entra ninguem....não tem mais soldado....tem sargento correndo de comandante de socorro e acumulando de adjunto e cozinheiro, e ainda tem que capinar o quartel, fazer faxina e lavar banheiro, kd vc mesac?

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.