sábado, 7 de abril de 2018

Policiais militares e bombeiros da reserva poderão voltar à ativa


Agente que retornar receberá gratificação 

Os policiais militares e bombeiros que tenham passado para a reserva poderão retornar ao serviço ativo, segundo um projeto aprovado, em segunda discussão, pela Assembleia Legislativa (Alerj). Pela proposta, poderão retornar às atividades os soldados e cabos que tenham até 52 anos de idade, sargentos e subtenentes de até 56 anos e oficiais até 62 anos.

Neste caso, eles receberiam uma gratificação correspondente a um terço do que recebem na inatividade. De acordo com o texto, só podem retornar os agentes que não tenham sido condenados por qualquer crime. A designação deverá ser feita pelo governador, sendo necessária a aceitação por parte do agente. Como recebeu emenda, o projeto ainda precisa ser votado em redação final pela Casa.