sexta-feira, 31 de agosto de 2018

ENFERMEIROS SÃO EXPLORADOS NO GSE!!!!!

Há muito não se via tamanha desigualdade na escala de oficiais do 1º GSE. Recentemente fora publicado neste SOS uma denúncia em relação a escala de médicos, a partir daí foi realizada uma reunião da sede do 1º GSE que cursou com o fechamento de duas viaturas avançadas, nos quartéis da Penha e de Copacabana.

Desta forma, os médicos ajustaram suas escalas. Até aí, tudo bem. Bom pra eles.

O que não se esperava era a abertura de duas viaturas intermediárias pra cobrir esses quartéis. O pior de tudo, sem efetivo para isso. As escalas foram publicadas em Boletins com coberturas sendo realizadas através de PROG. Sem previsão de pagamento e sem certeza se de fato serão remunerados. 

Atualmente os enfermeiros cobrem férias nos quartéis onde são lotados, possuem uma escala de sobreaviso para cobertura de militares licenciados, que infelizmente a cada dia aumenta o número, e agora esse absurdo de termos que cobrir viaturas por PROG. Mas até quando???

Até quando os enfermeiros serão vistos como mão de obra pra cobrir médicos e praças? Se fecha uma viatura avançada, o enfermeiro cobre; se um praça baixa, remaneja enfermeiro pra cobrir. É uma falta de respeito!!

E quando o assunto é Promoção, o que temos? Apenas um militar promovido a Capitão. Enquanto os demais, sem nenhuma perspectiva.

Como publicado em Boletim reservado de 02 de agosto de 2018, existem 58 enfermeiros cedidos à Secretaria e órgãos externos. Considerando a necessidade de se atender a população, no serviço de APH, porque estes militares adidos não retornam as fileiras do CBMERJ?? 

Até quando a Divisão de Enfermagem e o Comando do GSE enxergarão os enfermeiros como "tapa buracos"? A classe está cansada de tanta arbitrariedade.

Na condição de fazermos PROG e as demais coberturas, isto gerará um total de 8 ou 9 plantões por militar. Quase uma escala de 24 x 48, não realizada por nenhuma outra categoria da Corporação.

Os enfermeiros merecem respeito!!

Com menos de 24h para o serviço, o GSE publica uma escala determinando militares para cobrirem a escala PROG. Em plena sexta feira, meio expediente na seção, sem dar a oportunidade do militar saber mais informações. É PROG compulsório GSE?? Queremos uma explicação!!!! Porque não colocar a opção "a cargo da DGS" ou "a cargo da SES"?







Fonte: Recebido por email

24 comentários:

  1. Não só isso, o problema vai além. Os militares da ponta, além de cumprirem dupla função, estão sendo massacrados por escalas extras, sejam eles oficiais ou praça, (médico, enfermeiro e técnico) estão todos no mesmo barco furado, e ainda tem o motorista. Todos, sem exceção, são penalizados por erro de gestão, por falta de efetivo e a corporação se nega a entender isso. As condições de trabalha são as piores. Não aguentamos mais! Caso não seja tomado uma providência, os problemas, só irão almenter. Isso é, não a quem aguente trabalhar em uma escala, que está próxima a 24x48, com as condições insalubres que vivemos.
    Chega de pensar em "lucrar", pense nos seus militares, na corporação, no trabalho honroso que prestamos.

    ResponderExcluir
  2. Vdd!!
    A Ponta está sendo massacrada.
    Militares adoecendo. Ninguém tá aguentando fazer o próprio serviço. Eventos de táxi. Toda hora sem descanso.
    Coisas que se resolve pelo tel
    O militar nao tem direito de almoçar, de tomar um banho, etc..
    Para fazer apenas transporte.
    Uber.
    Eventos de mais de 5 horas na tela.
    Ao invés de ligar.manda a vtr lá.
    os militares estao exaustos.
    Motoristas exaustos colocando nossas vidas em risco.
    Cadê os militares emprestados?
    Trabalho escravo, isso tem que acabar
    Pra que serve gse?
    Isso é trabalho escravo.
    Coloca quem está na administração pra cobrir, coloca os mitares da cogs pra cobrir, coloca os que estão emprestados pra cobrir.


    ResponderExcluir
  3. Agora os praças do GSE estão sendo obrigados a fazer prog compulsório, a própria regra do prog está escrito que o militar tem que ser voluntário, mas O GSE sempre querendo ser acima da lei, escalando os militares técnicos de enfermagem em escala compulsória, vamos ter que denunciar ao MP. Se não tem técnicos de enfermagem na ponta, façam um novo concurso, ou entreguem o Samu para a prefeitura ou puxem para a ponta os técnicos de enfermagem que estão na regulação e abram concurso para Qbm 05 comunicação.

    ResponderExcluir
  4. A única força que o comando do GSE tem
    E de punir!
    Nao sabe fazer mais nada que isso!
    Não sabe e não consegue resolver problemas da ponta.
    Cai pra ponta. Vem sentir na pele
    Nao tem militar pra cobrir deixa inop

    ResponderExcluir
  5. E se não bastasse toda essa arbitrariedade, alguns militares foram escalados nessa escala de prog compulsório como voluntários, sendo que os mesmo nunca haviam feito cadastro do proeisbm. Como que estão no sistema então? E pq eles não conseguem acessar seus dados no intranet do site do proeisbm? Algo está errado, acredito que estão manipulando os dados dos militares sem a autorização do proprio.

    ResponderExcluir
  6. Eles tem o que merece, um monte de tenente enfermeiros e medicos frouxos, duvido fazer isso com ten combatente, vão morrer dentro de uma ambulância, ao invés de brigarem, ficam pensando como sair da ponta...

    ResponderExcluir
  7. Cada vez menos motivado no nosso glorioso corpo de bombeiros, ou melhor motivação ZERO.
    Uma pergunta, pq a DGS manda médicos do HCAP para cobrir os quartéis nos finais de semana e nao pode mandar enfermeiros?
    Será pq os enfermeiros aceitam tudo?
    Só Deus para interceder por nós !!!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc diz oficiais Enfermeios né,pq as praças de Enfermagem já possuem escala apertada demais,digo praças do ambulatório e das enfermarias,pq as praças administrativas do hcap e dgs desfrutam de escalas Frouxas com o apoio de suas chefias diretas,está na hora de fazer uma limpeza e trazer de volta militares técnicos de Enfermagem e por para trabalhar na enfermagem e não nos serviços moles administrativos,muitos desviados de fundação nas divisões,direção,fonoaudiologia,fisioterapia,farmácia,nutrição,serviço social,Centro de imagem,b2,controladoria,ccih,e etc...

      Excluir
  8. Praças tbm não fica atrás.
    Estamos sendo explorados absurdamente
    Com Escala extra, e ainda escala de prog.
    Já cumprimos nosso plantão com dificuldade. Nao temos tempo para mais nada. Nao podemos programar algo com a família. Vivemos para o cbmerj! Estamos praticamente pagando pra trabalhar. Ainda temos que se deslocar por meios próprios nas escalas extras. Passamos da hora para folgar. Bastaaa

    Já cumprimos nosso serviço.
    Chegaaaaaa!!! Onde vai parar essa covardia?
    Bastaaaaaa!

    ResponderExcluir
  9. A desmotivação é tão grande, mesmo se o prog fosse 2000,00 Eu não queria.

    ResponderExcluir
  10. Enfermeiro cobrindo médico confere, ja enfermeiro cobrindo praça ninun vi em 10 anos. Quanto a promoção de so um oficial focou muito vago, em relação a qual período vcs estao falando? Enfim isso não diminui a necessidade de um novo concurso para todas as áreas da saude

    ResponderExcluir
  11. Estamos sendo massacrados pela gestão do GSE. Os enfermeiros cumprem, além da escala mensal, cobertura de férias e cobertura de licenças médicas sem nenhum ganho adicional, ficando, quando acionado sobreaviso e cobrindo férias em seu quartel, numa escala de no mínimo 24x72. Soma-se a isto a dupla função de atendimento dos socorros e de SAMU, o que implica em trabalho árduo nas 24h de serviço. Além disto não somos promovidos como ocorre com outros Oficiais da Corporação! Estamos estagnados há 10 anos! A tropa está adoecendo! Os militares estao desestimulados! Agora para completar resolvem abrir 2 viaturas intermediárias porém sem efetivo para suprir está necessidade. E como alternativa jogam um Prog COMPULSÓRIO para nos, além de toda a escala que já temos. Então agora estamos com nossa escala mensal + escala de sobreaviso + escala de cobertura de férias + prog compulsório. Ate quando?

    ResponderExcluir
  12. O que está acontecendo no gse é muita covardia. Aqui foi denunciado a escala dos oficiais, mas os praças estão em uma situação muito pior. Por ordem do ministério público foram obrigados a dar férias até o fim do ano a todos que tem ferias de 2016, sendo que ainda tem 2017. E com isso a escala esta sendo coberta por proeis compulsório, e não para por ai, pq tem escala de sobreaviso, que quase sempre é acionado e sendo acionado em 8 dias terão que fazer 5 serviços. Absurdo

    ResponderExcluir
  13. O que está acontecendo no gse é muita covardia. Aqui foi denunciado a escala dos oficiais, mas os praças estão em uma situação muito pior. Por ordem do ministério público foram obrigados a dar férias até o fim do ano a todos que tem ferias de 2016, sendo que ainda tem 2017. E com isso a escala esta sendo coberta por proeis compulsório, e não para por ai, pq tem escala de sobreaviso, que quase sempre é acionado e sendo acionado em 8 dias terão que fazer 5 serviços. Absurdo

    ResponderExcluir
  14. O GSE É HIPERSUPERMEGA COVARDE DESNECESSARIAMENTE

    ResponderExcluir
  15. Tá beleza. Tá bonito. Agora, coloca aí quantos enfermeiros majores 2008 existem? Quantos majores enfermeiros 2002 existem? Quantos tenentes coronéis enfermeiros 2002 existem? Pois bem, a lista de capitães médicos esperando promoção vem desde a turma de 2000....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo o menos os médicos de 2008 já são na sua maioria capitães, até quem tem RG 44 milhão já é capitão. Enquanto isso enfermeiros 41 milhão ainda é ten.
      Mas a briga aqui não é isso. Acho q tá errado tudo no QOS. Os cadetes de 2011 já vai a capitão e os de 2008 só Deus sabe.
      E quem da o sangue na corporação é? Resposta no ar.

      Excluir
    2. Existem muitos médicos e dentistas com 15 anos de Capitão,isso é absurdo e Enfereiros de 2008 maiores,algo está errado.

      Excluir
  16. SÓ HÁ UMA MANEIRA DE ACABAR COM ISSO ,DEVOLVENDO O SAMU A PREFEITURA . E NÃO VEJO NINGUÉM COBRANDO ISSO DE CANDIDATO .SENÃO É DAI PRA PIOR.

    ResponderExcluir
  17. Amigos no Hcap não é diferente, vejam as escalas de 168 horas mensais das praças e a diferença dos praças da dgs por exemplo,alegam falta de efetivos e vários militares modernos no serviço administrativo e outra sem supervisão,quem garante que estão fazendo as 168 horas mensais exigidas pela divisão de enfermagem,por uma escala mais igualitaria!!!!

    ResponderExcluir
  18. Tem um vasto cadastro de reserva do concurso de 2014 de cabo
    É só chamar...

    ResponderExcluir
  19. Militares da dos e do hcap qbmp6 dos serviços administrativos e tb modernos desfrutam de uma escala Frouxa,não fazendo os 14 plantões exigidos pela divisão de Enfermagem,e quantos muitos militares mais antigos se feriram na ponta,trabalhando até 4x12 em Setembro e todas as vezes que tem algum ponto facultativo ou feriado no mês temos quevrepor durante a semana,estamos pedindo sos,pedimos tb supervisão para todos que fazem 168 horas mensais,outros militares fazem 24x120+48=168.

    ResponderExcluir
  20. Samu e fonte de renda do cbmerj
    Raphs que trás o dinheiro do rancho
    Conta de luz e etc....
    Esses futuros deputados só promete.
    Tudo enganação vamos adoecer na ponta.
    Vamos carregar o comando e o cbmerj no lombo.
    Nao estão nem aí.
    Muitos lugares cedidos..escondidos da área de saúde.isso é uma máfia!!
    Onde todos ganham.
    Menos quem trabalha!!
    Vamos ao MP!!


    ResponderExcluir
  21. Estamos mais para transporte solidário
    Do que socorro e emergência.
    Nao ganhamos nada com serviço extra Samu. E não resolvemos nada.
    Só surperlotamos os hospitais.
    Samu tinha médico e fazia medicação em casa resolvia.
    Somos ambulâncias básicas.
    Serviço Samu inútil. Serviço de qualidade nenhum. Viramos até motivo de piada dentro de hospitais.
    Serviço do bombeiro era de qualidade. Éramos respeitados. Hoje viramos piada!
    Lamentável. A corrupção do raph.
    Acabando com a saúde dos militares.
    Serviço deve passar a ser 12 hs
    Como da cogs.
    Pq ao chegar às 19 hs bombeiro nao tem mais força, coluna pra rodar mais de 500 km. A cogs muda seus militares
    E os mesmos da ponta continua.
    Como a equipe da cogs chega cheia de disposição. Não tem noção que a ponta já rodou.
    Nao está nem aí para seus colegas de farda. Manda evento de 11 hs da manhã. Ir as 00 hs. Verificar
    Enfim nada funciona.
    Serviço de qualidade zero!
    Médicos reguladores tbm sem noção manda levar tudo.
    Pra que regular? Perca de tempo.
    Serviço pega e leva.
    Ao invés de colocar esses médicos na ponta pra ver, fazer E resolver! NÃO
    RESUMO
    fim do serviço de qualidade
    Fim do Samu
    Fim da saúde dos bombeiros
    Q tenha licença em massa!
    Q baixe todos os bombeiros!!
    Fora Samu!!
    Fora comando!!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.