domingo, 12 de agosto de 2018

Pagamento dos salários de servidores estaduais continuará no décimo dia útil

Governador Pezão voltou a afastar possibilidade de realizar os depósitos até o segundo dia útil


Governador argumenta que a maior parte da receita estadual entra nos cofres sempre no dia 10 - Reprodução


Rio - Passado o período de atraso salarial e registrando, agora, uma melhora na arrecadação, o Estado do Rio ainda não retomará o calendário antigo de pagamentos. O depósito dos salários dos servidores ativos, aposentados e pensionistas continuará sendo feito no décimo dia útil do mês seguinte ao trabalhado, segundo o governador Luiz Fernando Pezão.

Mesmo com o crescimento da receita, principalmente a de royalties e participações especiais de petróleo - cujos valores são destinados ao Rioprevidência -, Pezão afirmou à Coluna que não há como voltar a quitar os vencimentos das categorias até o segundo dia útil. "Não há viabilidade. Precisamos da arrecadação do dia 10, que é a melhor do mês", explicou.

Em abril, quando os cofres estaduais apresentavam sinais de recuperação, o governador já havia descartado essa possibilidade.


Até outubro do ano de 2015, o cronograma de pagamentos do funcionalismo do Poder Executivo era o seguinte: os inativos recebiam no primeiro dia útil do mês-referência e os ativos no segundo dia útil. Já o prazo de quitação dos vencimentos dos pensionistas era diferente. O grupo recebia nos últimos cinco dias úteis do próprio mês-referência. A partir daí, começaram as alterações nas datas e parcelamentos.