sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Pezão reafirma que vai recorrer ao Supremo para barrar reajustes do TJ e MP

Vetos às leis que preveem as correções salariais foram derrubados nesta quarta-feira pela Alerj

Luiz Fernando PezãoPAULO VITOR/ DIVULGAÇÃO

Rio - O governador Luiz Fernando Pezão voltou a afirmar que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar os reajustes de 5% aos servidores do Judiciário, Ministério Público (MPRJ) e Defensoria Pública. Os vetos às leis que preveem as correções salariais foram derrubados nesta quarta-feira pelos deputados da Assembleia Legislativa (Alerj). O Palácio Guanabara também divulgou nota oficial contrária à medida. 

"Claro que vamos recorrer. Os aumentos ferem o Regime de Recuperação Fiscal", disse ele à Coluna. A ida ao STF já estava nos planos do governo, como a Coluna antecipou na edição do último domingo. Na ocasião, o governador confirmou que há ameaça de a União romper o acordo fiscal com o Rio por conta dos reajustes, e que a saída seria entrar com ação no Supremo.