sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Bombeiros denunciam falta de estrutura para realizar salvamentos

As péssimas condições do 1ª Grupamento Marítimo em Botafogo impedem buscas e salvamentos de pequeno e médio porte

Os problemas também se estendem às dependências do quartel, com mofos e estruturas quebradas 

Militares que trabalham no 1ª Grupamento Marítimo em Botafogo, na Zona Sul do Rio, denunciam as péssimas condições do quartel, que é o único da região metropolitana capaz de realizar buscas e salvamentos de pequeno e médio porte no âmbito estadual.
Um bombeiro, que preferiu não se identificar, revelou que a unidade possui apenas uma embarcação e ainda apresenta problemas de manutenção. Todas as outras estão sucateadas, segundo ele.
Outro problema está no cais, quebrado há anos, por isso os militares precisam usar botes, muitas vezes a remo, para ir até a uma embarcação maior utilizada nos salvamentos. Este cenário, segundo os servidores, retarda o atendimento à população. Ainda segundo os militares, recentemente houve um chamado de socorro que apenas foi atendido meia hora depois devido a problemas na única embarcação disponível.
O presidente da Associação dos Bombeiros, Mesac Eflain, conta que, devido aos problemas com o cais do 1° GMAR, já houve casos de bombeiros precisarem utilizar um caiaque para chegar até as embarcações.
Além da precariedade dos equipamentos utilizados para salvar vidas, os problemas se estendem às dependências do quartel. Entre as reclamações estão: mofos pelas paredes, banheiros quebrados há meses, infiltrações e até o de um gambá dividindo espaço com os militares.
FONTE: BANDNEWSFM


Um comentário:

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.