segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Conheça os secretários já anunciados para o governo Witzel

O governador eleito Wilson Witzel já anunciou pelo menos onze nomes de pessoas que vão compor o alto escalão de seu governo. Mas, com dificuldades para montar sua equipe, o ex-juiz federal tem optado por pessoas que fazem parte da administração atual, como Roberto Robadey — escalado por Luiz Fernando Pezão para a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, e que continuará na pasta —, ou que são do seu círculo mais próximo, como o advogado Lucas Tristão, que é se ex-aluno e sócio de Witzel em um escritório de advocacia no Espírito Santo. Na equipe divulgada até agora, não há sequer uma mulher, contrariando a promessa de campanha de Witzel de que metade de seu governo seria do sexo feminino.

Governança
(Antiga Casa Civil)


Capitão de corveta e fuzileiro naval da reserva, José Luiz Cardoso Zamith era diretor administrativo de uma consultoria antes de assumir a coordenação da equipe de transição. Oriundo do tradicional Colégio São Bento, no Rio, sua formação acadêmica começou, na Escola Naval, onde se formou em Ciências Navais, em 1994, e exerceu cargos como professor e instrutor.
Foi em 2001 que ele ingressou na Fundação Getúlio Vargas (FGV), instituição na qual concluiu seu mestrado em Administração Pública em 2006. Além disso, Zamith possui MBA em Administração no TRIUM Global Executive MBA, que reúne a Escola de Negócios da Universidade de Nova York, a Escola de Economia e Ciências Políticas de Londres e a Escola de Altos Estudos Comerciais de Paris.


Defesa Civil e Corpo de Bombeiros

Integrante do governo Pezão, o coronel Roberto Robadey Costa Junior será mantido no cargo por Witzel, posto que ocupa desde 12 de setembro de 2017. Era secretário de Defesa Civil de Friburgo em 2011, quando as chuvas mataram 230 pessoas na cidade.
Ele ingressou nos Bombeiros em há 33 anos, no dia 1º de março de 1985, como primeiro colocado no concurso público para a Academia de Oficiais. Robadey possui especialização em "Combate a Incêndio Florestal no Corpo de Bombeiros do Paraná", é bacharel em Direito pela UFF e possui pós-graduação em Gestão Estratégica das Organizações pela Universidade Estácio de Sá. Ele já foi agraciado com 23 condecorações.


Polícia Civil

O delegado Marcus Vinícius Braga, de 47 anos, hoje à frente do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), já atuou nas delegacias de Roubos e Furtos de Cargas e de Combate às Drogas. Ele também é ex-jogador profissional de futsal.
Braga foi um dos responsáveis pela prisão, em 2008, do traficante Alexander de Jesus, o Choque, um dos principais traficantes da maior facção criminosa do Rio e que tinha forte atuação no Complexo da Penha, na Zona Norte. A prisão foi feita na Paraíba, por homens da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), que era comandada na época pelo delegado.


Polícia Militar


O coronel Rogério Figueredo de Lacerda está há 28 anos na PM. Em março, assumiu a coordenação das Unidades de Polícia Pacificadora. Antes, comandou o 18º BPM (Jacarepaguá). Figueiredo possui especializações em Comunicação Social e Educação Física, além d o Curso Superior de Polícia Integrada e possui MBA em Gestão de Segurança Pública.



Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda

Advogado, Lucas Tristão é sócio de Witzel num escritório no Espírito Santo, e também foi ex-aluno do governador eleito na Universidade de Vila Velha (ES). Witzel e ele se tornaram sócios, durante a campanha, de um escritório de advocacia que defende empresa ligada a empresário citado em delações da Lava-Jato e de corrupção no Tribunal de Contas do Estado (TCE).
O governador eleito disse à “Folha de S.Paulo”, na época, que as luvas pagas por Tristão a ele para entrar na sociedade faziam parte dos R$ 215 mil que o ex-juiz doou à própria campanha eleitoral.

Controladoria-Geral

Delegado da Polícia Federal e formado em Ciências Navais, Bernardo Cunha Barbosa tem 45 anos e já atuou em investigações de desvios de recursos públicos no Rio, no Espírito Santo, na Bahia e em Minas Gerais. Ele é especialista em Criminologia pelo Instituto Superior do Ministério Público-RJ e é professor da Escola Nacional de Delegados da Polícia Federal.


Procuradoria-Geral do Estado

Advogado, Marcelo Lopes da Silva integra a Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro desde 1998. Tem 50 anos e já atuou como promotor de Justiça.




Turismo

Deputado federal não reeleito pelo PSDB, Otávio Leite foi candidato à prefeitura do Rio em 2012, mas não venceu. Promete atrair mais visitantes internacionais e fortalecer o turismo interno.




Governo

Ex-árbitro de futebol, Gutemberg de Paula largou o apito em 2012, acusando a CBF de beneficiar times ao manipular escalas de juízes. Foi marqueteiro digital da campanha de Witzel.




Rio-Previdência

Sérgio Aureliano atua como consultor da Confederação Nacional de Municípios e trabalha como atuário nos órgãos de previdência de cidades como Piraí e Búzios, no Estado do Rio.




Procon

Funcionário do Tribunal de Justiça do Rio, Cassio Coelho ocupará o cargo de diretor do Procon, órgão de defesa do consumidor. É ex-secretário da Guarda Municipal e de Trânsito de Paraty.




Leia mais: O GLOBO