terça-feira, 27 de novembro de 2018

Recibos do Hotel Portobello mostram Cabral pagando despesas de Beltrame




Hoje, O Globo afirma que Cabral pagou despesas para BELTRAME e família no Hotel Portobello, na região do Condomínio dos Poderosos, em Mangaratiba. Nenhuma novidade. 

A surpresa da Lava Jato no Rio é saber porque BELTRAME ainda não foi preso diante de tantas evidências e provas contra ele. 

Morava no apartamento de Paulo MAGALHÃES PINTO, laranja confesso de Cabral, preso em uma das etapas da operação. 

Assinou um vergonhoso contrato de aluguel de viaturas de polícia hiperfaturadas, mesmo com parecer contrário da Procuradoria do Estado. Para se ter idéia, na Bahia que fez um contrato igual, todos foram presos, inclusive o comandante da PM. O valor pago pelo aluguel e a manutenção, durante 6 meses, dariam para comprar 3 carros novos por ano. Foi uma farra com dinheiro do contribuinte. 

Além de muitos outros fatos suspeitíssimos envolvendo BELTRAME, na delação premiada de Carlos MIRANDA, o principal operador de propinas de Cabral, homologado pelo STF, ele afirmou que pagava mensalmente R$ 30 mil reais a BELTRAME a mando de Cabral, dinheiro que vinha do fundo de propina que ele administrava. 

BELTRAME conseguiu enganar muita gente por um bom tempo e só deixou o Governo Estadual quando a prisão de Cabral era iminente. 

O procurador chefe da Lava Jato no Rio foi categórico ao afirmar durante uma coletiva que ”havia corrupção em todos os setores do governo Estadual.” 

Um homem do setor de inteligência, delegado da Polícia Federal, não viu nada debaixo de seu nariz? 
Conta outra.... 

Seu maior crime porém está aos olhos de todos e os policiais sérios sabem disso. Acabou com as polícias civil e militar do Rio, gerando a crise profunda que o Estado vive hoje.