terça-feira, 6 de novembro de 2018

Witzel convida secretário do Espírito Santo para assumir Fazenda do Rio de Janeiro

Após Ana Paula Vescovi recusar o convite para ser a próxima secretária de Fazenda do Estado do Rio, o futuro governador, Wilson Witzel, formalizou, nesta quinta-feira, a proposta a Bruno Funchal, atual secretário de Fazenda do Espírito Santo. Funchal confirmou que recebeu o convite e que irá avaliar a possibilidade de assumir a pasta a partir de 2019.
— Acabei de conversar com o governador Witzel e fiquei de avaliar. Ainda estou pensando quanto a esta questão. Além do Rio de Janeiro, o futuro governo do Rio Grande do Sul me fez a mesma proposta. Estou verificando as possibilidades e conversando com pessoas próximas. A tendência é que eu considere o que me foi passado no final de semana — disse o secretário.
Funchal integrou o corpo docente da Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças (Fucape) como professor de Economia. Ele é formado em economia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), tem doutorado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas e pós-doutorado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).
Um dos pedidos feitos por Witzel a Funchal foi a possibilidade de assumir um papel importante no processo de transição do governo. O economista ficou de avaliar a questão, mas lembrou que está vinculado ao cargo no Espírito Santo até o final do ano.
Na próxima semana, Witzel deve apresentar parte da equipe que irá liderar a transição do governo de Luiz Fernando Pezão para o seu. O novo govenador indicou que cerca de 10 nomes farão parte da transição liderando setores chaves para o funcionamento do governo.
Em nota, a assessoria do futuro governo Wilson Witzel se manifestou a respeito das movimentações para a organização do futuro governo:
- Nos próximos dias, serão anunciados os coordenadores das áreas da transição. Estes coordenadores não serão, necessariamente, os secretários do futuro governo. A situação é transitória e, neste momento de transição, poderá ocorrer a fusão de secretarias.
- Não procede a informação de nenhum dos nomes citados até agora na imprensa como sendo de integrantes da transição ou do futuro governo de Wilson Witzel. Os únicos confirmados foram os já anunciados até aqui pelo próprio governador eleito: Sérgio Aureliano, para o Rio Previdência, e José Luiz Cardoso Zamith, coordenador geral da transição.
FONTE: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.