Previsão do tempo:
Tempo negro.
Temperatura sufocante.
O ar está irrespirável.
O país está sendo varrido por fortes ventos.
Máx.: 38º, em Brasília.Mín.:5º, nas Laranjeiras.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Wilson Witzel cumpre promessa e usa hospital público, mas é criticado por não entrar na fila



O governador Wilson Witzel (PSC) foi ao Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Uerj, nesta segunda-feira fazer exames de rotina. Na campanha eleitoral, ele prometeu usar a rede pública de Saúde. Na internet, a atitude do ex-juiz dividiu opiniões. Alguns internautas criticaram o fato de o atendimento ter sido realizado sem que Witzel passasse pela fila. Outros, por sua vez, defenderam o governador, afirmando que ele não poderia esperar para conferir a qualidade do atendimento na unidade.
"Você estava no sistema do Sisreg? Já começou, já vou me arrepender do meu voto...", postou uma internauta.
Outra complementou:
"Primeiro pensei, poxa, legal o cara fazer exames em um hospital público. Logo depois caiu a ficha de que realmente algumas pessoas estão certas. Era melhor ele ter feito os exames dele quietinho, sem publicidade. Infelizmente soa mal para quem tá na fila há anos aguardando. Menos é mais, Governador."
Houve também quem apoiasse a iniciativa de Witzel:
"Ele foi supervisionar o serviço e fazer exames. Não tem que fazer marketing de entrar em fila não...", escreveu um internauta.
"O governador fazendo exames no hospital público? Graças a DEUS estou vivo para ver uma situação como essa", elogiou outro.
A reportagem procurou Wilson Witzel por meio de sua assessoria de imprensa, mas até o momento não obteve retorno.
Na postagem que originou os comentários nas redes, o governador escreveu:
"Fiz exames de rotina no Hospital Universitário Pedro Ernesto. Além de ouvir dos médicos que minha saúde está ótima, tive a gratíssima oportunidade de conhecer a enfermaria com 20 leitos, prevista para ser inaugurada em fevereiro. Há mais de 25 anos que a enfermaria de Cardiologia não era reformada".

Governador usou médicos de folga para realizar exames

Por meio de sua assessoria de imprensa, Witzel afirmou que, "para não afetar o atendimento à população e não alterar a rotina do hospital, os exames foram feitos por médicos que estavam de folga."
Na postagem que originou os comentários nas redes, o governador escreveu:
"Fiz exames de rotina no Hospital Universitário Pedro Ernesto. Além de ouvir dos médicos que minha saúde está ótima, tive a gratíssima oportunidade de conhecer a enfermaria com 20 leitos, prevista para ser inaugurada em fevereiro. Há mais de 25 anos que a enfermaria de Cardiologia não era reformada."
O secretário estadual de saúde, Edmar Santos, por sua vez, disse em nota que Witzel sofreu de pressão alta na última semana:
" Na última semana foi detectada uma elevação de pressão no governador, que indicava uma análise mais detalhada; diante disso, o secretário de Saúde pediu ao chefe do Serviço de Cardiologia do Hupe, que disponibilizasse uma data para o exame, sem prejuízo à agenda regular de exames do setor, com base no decreto 46.431/2018".
fonte: EXTRA